"Não me considero lésbica, mas admiro mulher", diz  Antonia Fontenelle

"Não me considero lésbica, mas admiro mulher", diz Antonia Fontenelle

Recentemente, ela se viu no centro da polêmica por declarar que “às vezes, é bi”.

Polêmica, autêntica, midiática? Capa da ?Playboy? deste mês, Antonia Fontenelle não está nem aí e diz o que pensa: ?Para a mulherada, fazer a ?Playboy? é o ápice. Não sou global e tenho 40 anos. Se a viúva de Marcos Paulo fosse ?água de salsicha? não pagariam o cachê que pagaram para mim?.

Recentemente, ela se viu no centro da polêmica por declarar que ?às vezes, é bi?. Diante da repercussão, explicou que a frase foi em protesto contra o deputado Marco Feliciano e o projeto da ?cura gay?.

?Minha mãe ligou do Sertão chorando, perguntando se eu era ?sapata?. Isso é grave. As pessoas não têm coragem de assumir, e outras assumem porque é moda. Não faço apologia nem me considero lésbica, mas admiro mulher e não descarto a possibilidade de me apaixonar por uma. E, para dizer a verdade, recebo cantada direto. Uma vez, na academia, uma me chamou de linda. E olha que não era ?sapata caminhoneira?. Era bonita. Minha autoestima subiu?.

Oito meses depois da morte de Marcos Paulo, Fontenelle está pronta para um novo amor: ?Estou preparada. Se eu não estivesse, já teriam me enterrado viva. Na hora que eu bater o olho e disser ?é esse?, vou investir. A mulher sofrida ficou para trás. As feridas ainda estão abertas e vai demorar para cicatrizar, mas não sou hipócrita, não vou viver de burca chorando. O ciclo dele se fechou aqui?.

Apesar disso, ela garante não sentir falta de sexo: ?Foram sete anos intensos e a gente não é igual ao homem que tem necessidade de transar, senão morre. Não sinto falta disso, mas já soube que o ?banco de reserva? está bom. Fiquei felicíssima?.

Aos interessados, Antonia entende uma escapada aqui e outra ali do parceiro. ?Não existe homem fiel. Sempre que fui traída, meus maridos me contaram. Não tinha o que perdoar. Ninguém é de ninguém. Tenho ciúmes se passar do limite. Matou o desejo de ficar com outra mulher, OK, mas se eu pegar mantendo contato, aí corto o barato?, diz. Então, você é a favor do casamento aberto? ?Não. Acho uma bagunça. Para mim, é fechado e combinado?.

Fontenelle posou nua numa fazenda no interior de São Paulo e dispensou bebida alcoólica. ?Não bebo em serviço. Se eu estivesse fragilizada, sofrida, não faria. No fundo do meu poço tem mola?, avisa a atriz, que aprontou durante o ensaio. ?Dancei o ?Quadradinho de 8? nua, no capim alto e molhado?.

Fonte: ODIA