7 novos personagens gays chegam à tela da Rede Globo

Atualmente são seis gays em destaque no horário nobre. As produções que a emissora estreia a partir deste mês renovarão a presença de homossexuais

Nos últimos anos, vários personagens homossexuais tornaram-se ícones de popularidade na Globo. Para citar apenas três: Crô (Marcelo Serrado) de Fina Estampa, Félix (Mateus Solano) de Amor à Vida e Clara (Giovanna Antonelli) de Em Família.

Atualmente são seis gays em destaque no horário nobre. As produções que a emissora estreia a partir deste mês renovarão a presença de homossexuais. As novas novelas das 18h, 19h e 21h terão gays — e alguns protagonizarão enredos polêmicos.

Aos detalhes dos personagens com seus respectivos intérpretes:

Regina Duarte – Aos 68 anos, ela viverá sua primeira protagonista lésbica em Sete Vidas, que estreia na próxima segunda-feira, dia 9, na faixa das 18h. Na novela, a atriz será a educadora Esther. Quando a trama começa, a personagem já está viúva de sua companheira. Juntas, elas tiveram um casal de gêmeos, Luís (Thiago Rodrigues) e Laila (Maria Eduarda Carvalho). A inseminação artificial foi feita graças a um doador anônimo, Miguel (Domingos Montagner). No decorrer da novela, Esther vai se apaixonar novamente — por outra mulher ou um homem.

Fernanda Montenegro – A destemida Tereza é o novo desafio da grande dama da TV. Em Babilônia, no ar a partir do dia 16, na faixa das 21h, a atriz interpretará uma mulher que mantém um relacionamento homoafetivo há décadas com Estela (Nathália Timberg). O casal enfrentará a fúria de alguns conservadores. Entre eles, Consuelo (Arlete Salles), uma homofóbica assumida. Em uma cena divulgada à imprensa, a personagem de Fernanda Montenegro, que está com 85 anos, faz um discurso contra o preconceito: “Um dia pessoas como eu ainda vão mudar a sociedade”.


Nathália Timberg – Estela é casada com Tereza e avó de Rafael (Chay Suede). O casal de senhoras criou o rapaz como filho. Elas vão sofrer muito quando Rafael for vítima de discriminação por ter duas mães. A família da namorada dele, Laís (Luísa Arraes), não aceitará que a garota namore com alguém educado por lésbicas. O pai de Luísa, Aderbal (Marcos Palmeira), e a avó, Consuelo (Arlete Salles), não pouparão Estela e Tereza de críticas e xingamentos. Apesar dos conflitos, o casal de senhoras terá muitas cenas românticas, inclusive beijos na boca.

Marcos Pasquim – Ainda em Babilônia, o ator será o instrutor de saltos ornamentais Carlos Alberto. Ele sempre sentiu atração por homens, mas optou por se casar com uma mulher e teve um filho. A situação muda quando ele se envolve com o esportista Ivan (Marcello Melo Jr.). Carlos será desafiado a sair do armário para assumir a relação. Um dos empecilhos é seu filho, o homofóbico Fred (Filipe Monteiro). Pasquim, sempre visto em papéis de mulherengos, tem em Carlos o grande desafio de sua carreira.


Marcello Melo Jr. – O ator interpreta Ivan, um professor de slackline (esporte de equilíbrio sobre uma fita esticada). O personagem vive sua homossexualidade abertamente. Ele tentará ajudar seu namorado, Carlos, a vencer as barreiras de se assumir em público. Marcello disse estar preparado para dar seu primeiro beijo gay na TV.


Frank Menezes – Após viver o padre Cecílio em Gabriela (2012), o ator agora será o mordomo Junior em I Love Paraisópolis. A trama tem estreia marcada para 11 de maio, na faixa das 19h. Junior será o faz-tudo da vilã Soraia, papel de Letícia Spiller. A homossexualidade do personagem receberá tratamento cômico na novela.


Tiago Abravanel – Não apenas as novas novelas terão homossexuais. O ator e cantor acaba de renovar contrato com a Globo. Ele viverá um cabeleireiro gay na série Barba, Cabelo e Bigode, que será protagonizada por Leandro Hassum e Ingrid Guimarães. O personagem mostrará a veia de comediante de Abravanel.

Fonte: TERRA