'Babilônia': Beatriz transa com Pedro na casa de Evandro e marido quase pega o casal

Beatriz entra no chuveiro e liga a torneira. Pedro tira a sunga e entra com ela, mas diz que não tem nervos para isso

A compulsão por sexo vai deixar Beatriz (Gloria Pires) em maus lençóis nos próximos capítulos de "Babilônia". Evandro (Cassio Gabus Mendes) promove uma festa em Angra dos Reis e Pedro (Andre Bankoff) vai acompanhando o patrão. Antes do evento, o empresário, Carlos Alberto (Marcos Pasquim) e Pedro decidem dar um mergulho no mar quando Beatriz faz um sinal e chama o amante para o seu quarto. Sem sem visto, Pedro entra com empresária, mas se mostra grilado, enquanto ela está sempre tranquila, dominadora. "Não faz isso, seu marido tá aqui!", pede ele. "Onde? Tá vendo ele?... Tá na praia", fala ela, que divertida, puxa Pedro para o banheiro. "Vem, ensaboa as minhas costas...", pede Beatriz, que manda ele tirar a sunga: "Se você chegar com a sunga molhada na praia, vai dar pinta".


Beatriz entra no chuveiro e liga a torneira. Pedro tira a sunga e entra com ela, mas diz que não tem nervos para isso. "Não tô nem um pouco interessada nos seus nervos, Pedro. Meu negócio é com os seus músculos", fala. Enquanto os dois estão no chuveiro, Evandro entra no quarto e vai até sua mala, abre, e procura algo. "Beatriz, cadê o protetor solar?", pergunta o empresário, deixando Pedro em pânico.

Excitada com o perigo, Beatriz beija o pescoço de Pedro enquanto Evandro chama por ela. "Beatriz, tá me ouvindo?", pergunta ele, que vai caminhando na direção do banheiro. Quando Evandro vai entrar no banheiro, ele ouve batidas à porta do corredor, dá meia volta e abre a porta que dá para o corredor. "Tava indo pra praia, ouvi tua voz, você não vem, não?", pergunta Carlos Alberto. Evandro diz que sim, mas que tem que pegar o protetor com Beatriz. "Eu tenho. Vem. Deixa ela sossegada", fala o treinador. Evandro concorda e sai com o amigo. "Acho que ele foi... Vou sumir daqui!", diz Pedro, aliviado, já saindo do chuveiro.

Beatriz o impede, continua a beijá-lo, mais excitada. "Não, senhor. A gente tá só começando", fala. Depois da transa, Pedro vem do banheiro, de sunga, acabando de se secar. Está em pânico. Verifica a porta que dá para o corredor, tranca-a, fala baixo, com medo de ser ouvido. Beatriz vem em seguida, de roupão, calma. "Não sei onde eu tava com a cabeça quando topei... Ele é seu marido, meu chefe, e é seu chefe também! A gente podia perder tudo, Beatriz!", fala. "Mas não perdeu", responde ela. "Posso saber o que é que te excita tanto em correr risco? Acho legal uma adrenalina nos negócios, na cama, mas pô, assim é demais! Uma coisa é correr o risco de ser ouvido pela faxineira, no escritório. Mas aqui, na cara do Evandro?!", continua Pedro.

Beatriz que ele já estava no chuveiro com ela e não tinha como fugir pelo ralo. Pedro fala que foi louco de ter entrado com ela no banheiro e afirma que está cansado de ser usado. Beatriz não gosta. "Vai dar uma de boy-toy arrependido? Quer ser macho-alfa, arruma uma gatinha na academia. Aqui, é do meu jeito!", fala. Pedro diz que deveria ter saltado fora quando percebeu que ela era ninfomaníaca. "Você tem tara pelo perigo! Tem muita grana envolvida nos lances que a gente tá armando. Não dá pra pôr tudo a perder por causa de uma rapidinha!", briga Pedro, que quer sair dali e pede que ela veja o corredor. "Você é um mestre em desfazer uma cena erótica. Vai, tá dispensado", fala ela.

 

Fonte: Jornal Extra