'Babilônia': Descontrolada, Inês dá uma surra em Alice e Homero morre

As duas seguem discutindo e Inês sacode Alice pelos braços, no chão. "Traidora, ingrata, peste, demônio!", grita a mãe

Em "Babilônia", Inês (Adriana Esteves) vai mostrar que pode ser tão cruel quanto Beatriz (Gloria Pires). Quando descobre que a filha, Alice (Sophie Charlotte), está grávida do segurança de Youssef, Inês agride a jovem. "Você é tão incompetente que nem pra ser vagabunda serve! Era pra transar com o Youssef, não com o segurança!", grita Inês. Alice xinga a mãe de amarga e invejosa e cospe em Inês. Indignada, num impulso, a vilã pega o bule de chá e joga em Alice, que queima o braço e grita. Alice tropeça na barra do tapete e cai. As duas seguem discutindo e Inês sacode Alice pelos braços, no chão. "Traidora, ingrata, peste, demônio!", grita a mãe. Alice chama por socorro e Homero (Tuca Andrade) separa mãe e filha.



Alice começa a passar mal e sente fisgadas na barriga. Homero quer levar a jovem ao hospital, mas ela lembra que gravidez em mulher solteira em Dubai é crime. Ela vai para o banheiro e acaba perdendo o bebê. Enquanto Alice descansa, Inês e Homero discutem. Ele diz que quer o divórcio. Quando a jovem acorda, o pai diz que quer levá-la a um hospital e Inês se recusa: "Mulher solteira entrando num hospital daqui porque teve um aborto espontâneo? Vai presa por imoralidade, Homero. Tudo o que ela precisa agora é de repouso, umas vitaminas pra cuidar da anemia... E assim que você estiver recuperada, nós retomamos a negociação com o Youssef pro casamento".

Homero entra, puxando Inês pelo braço. Ele bate a porta atrás de si para que Alice não ouça. "Como é que você tem coragem de agir como se nada tivesse acontecido?!", perguna ele. "Não exagera, não vem com excesso de sensibilidade, a gente tem que ser realista! O fim dessa gravidez foi uma benção pra Alice. Pra todos nós. Agora tudo vai voltar ao normal e nós vamos", fala Inês, que é cortada pelo marido: "O que é que tem aí dentro de você, Inês? Que tipo de gente é você? Que tipo de coisa é você?... Você é um monstro!".

Os dois batem boca e Homero diz que ela vai até ficar sem o apartamento no Leme. "Nem apartamento com vista pra favela você vai ter, vamos vender na partilha. Cê vai sair desse casamento com uma mão na frente, outra atrás!", diz. Homero tanta fala da obsessão que a mulher sente por Beatriz e a humilha. "Eu tenho horror a você! Você é uma infeliz que tenta fazer todo o mundo em volta de você infeliz também! Mas acabou! Tô livre!", grita. Inês, então, explode: "Medíocre! Idiota, otário! Eu casei por desespero, não tinha nem onde morar! E você me deu uma vista pra favela... Nunca te amei, cê nunca me deu prazer, você não é nem meio homem! Você fede! Teu suor é sebento! Acabou mesmo! Quem tá livre sou eu, do teu cheiro de azedo!

Ele sente uma fortíssima dor de cabeça, abre a porta e sai, trôpego, apressado. Alice o socorre e pede que a mãe chame uma ambulância. Homero tem uma convulsão nos braços de Alice, enquanto Inês, no corredor, observa tudo, com frieza, sem ser percebida por Alice. Depois, no hospital, a menina dá a notícia a mãe da morte do pai e a acusa de não ter chamado o socorro rapidamente. " Você conseguiu tirar meu pai de mim, tirou tudo de mim... mas você também perdeu. Agora vamos ter que voltar pro Brasil de qualquer jeito. E sem o emprego dele, o que é que sobrou? Nada! Quem se deu mal foi você", fala Alice, deixando Inês sem chão.

 

Fonte: Jornal Extra