Capítulos de novelas da Globo são vendidos por até R$ 3 mil a sites

O conteúdo é vendido para sites e revistas voltadas para assunto

A venda de capítulos de novelas por funcinários é um dos problemas que a Globo vem enfrentando há algum tempo.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o conteúdo é vendido para sites e revistas, que transformam as informações em notícia. O pagamento varia de R$ 1.000 a R$ 3.000 mensais.

Dois funcionários que fazem o serviço há anos aceitaram revelar para a publicação como funciona o esquema de vazamento das informações, desde que seus nomes não fossem revelados.

Um deles, com mais de dez anos de empresa, contou que repassa os roteiros há cinco anos e revelou que não é um trabalho difícil. Ele contou que quando começou não tinha celular com câmera e precisava fotocopiar centenas de páginas por semana. Agora, o trabalho ficou mais simples e discreto. Ele faz o registro e depois é só enviar as imagens para um amigo promoter que, por sua vez, negocia com os veículos.

O pagamento é divido entre eles.Ainda segundo o funcionário a "renda extra" é mais garantida quando as informações são das novelas do horário nobre. Ele ainda revelou que a revista "Tititi", da editora Caras, é a sua maior cliente.

Procurada pela publicação, a "Tititi" não quis se pronunciar.Outro funcionário apontou que seu maior parceiro comercial é o site "Notícias da TV", hospedado no portal UOL, do Grupo Folha, que edita a Folha.

O editor do site, Daniel Castro, negou a negociação, mas confirmou receber a íntegra dos episódios de fontes secretas. "Não é verdade que o 'Notícias da TV' compra capítulos de novelas da Globo", afirmou.

Castro disse que os roteiros vêm "de pessoas de diferentes níveis hierárquicos", mas não entrou em detalhes.Revelar notícias além dos resumos de novelas é uma forma de aumentar as vendas das publicações e a audiência na internet.

Image title


Fonte: A Tarde