Em 'Babilônia', Beatriz descobre que a 'amiga' Inês transou com Evandro

Uma mulher dessas não vai trair a Beatriz nos negócios?", pondera o empresário. É aí que descobrimos: Beatriz ouviu tudo

Não é que Beatriz (Gloria Pires) vai começar a perceber que Inês (Adriana Esteves) está se fazendo de amiga para dar o bote? Isso mesmo. A ricaça vai tomar um susto ao ouvir que a "amiga" foi para cama com Evandro (Cássio Gabus Mendes), depois de escutar atrás da porta uma conversa entre o marido e Carlos Alberto (Marcos Pasquim). A filha de Estela (Nathalia Timberg), que tinha saído, volta para pedir a assinatura do marido em um contrato e ouve quando ele confessa. "Eu transei com a Inês!", diz Evandro para o amigo. "O quê?!... Você transou com a Inês?... Quando?...", quer saber Carlos Alberto, que quase engasga com o suco ao ouvir a novidade.

"Estou preocupado com a confiança que a Beatriz tem nessa mulher. A Inês não teve o pudor de trair a melhor amiga com o marido dela. Uma mulher dessas não vai trair a Beatriz nos negócios?", pondera o empresário. É aí que descobrimos: Beatriz ouviu tudo.

Mas não se engane ao pensar que Evandro vai morrer de amores por Inês ou vive-e-versa. Os dois vão para a cama depois de a advogada salvar o empresário de ser descoberto por Beatriz com uma acompanhante. Dando sequência ao seu plano de vingança, a mãe de Alice (Sophie Charlotte) vai ao apartamento de Evandro e começa a se insinuar para ele: "Eu sou fiel à Beatriz, mas não foi ela que eu quis proteger. Foi você. (...) Porque você é tudo o que eu sempre sonhei num homem! Eu quero ser sua, Evandro. Aqui, agora".

O pai de Guto (Bruno Gissoni) se mostra impressionado: "Direto ao ponto. Desse jeito, eu não esperava". Fingindo se sentir culpada, Inês continua com seu teatrinho: "Eu não sou assim. Mas eu quero tanto você que... Eu sei que é errado. A Beatriz é minha cliente! Pior! É minha melhor amiga!". O empresário vai testando Inês. "Quando você me salvou do flagra, no bar, pensei que você queria proteger a Beatriz. Eu ali com uma acompanhante... Achei que era por ela", começa ele. Mas é logo cortado pela advogada: "Por você, Evandro! Mas você acha que eu não pensei: 'Deixa! Deixa ela pegar ele com a garota!' Eu só precisava ficar quieta. A Beatriz fazia um escândalo, se separava de você... Estava resolvido o meu dilema".

Mas nem com todas as declarações Evandro se rende de cara. "Olha, eu fico bem lisonjeado. Mas desejo dá e passa. E amizade é para vida toda. Vamos esquecer que nós tivemos essa conversa. É melhor você ir embora", fala ele, vaidoso. Diante da porta do apartamento aberta, Inês sente o baque e fica insegura. "Claro. Eu nunca devia ter vindo aqui te dizer essas coisas... Desculpa... Pelo amor de Deus, não fala nada pra Beatriz!", pede ela, aflita. Evandro atende: "Nunca. O que acontece nesse apartamento não interessa à Beatriz".

Mesmo se sentindo frágil e rejeitada, Inês joga: "Eu devia ter imaginado que um homem como você não ia se interessar por uma mulher mais madura... Lembra da conversa que nós tivemos outro dia? (...) Você deve ter quantas jovens quiser, eu sou uma boba, iludida... O que é que eu tenho pra te oferecer?". Isso atrai Evandro: "Você tá tremendo. (com charme, tocado) Uma mulher que ainda fica vulnerável diante de um homem... Isso é muito atraente, sabia?". Percebendo o momento, a advogada se aproveita: "Te admiro muito, Evandro. Você é forte, protetor, seguro, generoso...". Ele se aproxima, beija o pescoço de Inês: "É isso o que te faz tremer?". E Inês se entrega: "Eu nunca senti nada tão forte por um homem...".

Os dois vão para a cama, mas nada remete a romance. Depois, Inês tenta manter um clima, tenta fazer carinho. "Nunca imaginei que podia ser tão bom... E pensar que foi só a primeira vez, que nós ainda vamos nos...", elogia ela, quando é cortada. "Inês, eu sou um homem casado. A Beatriz tava me esperando pra jantar. Já perdi a hora, não posso demorar mais", afirma Evandro. "Claro, vai, não se atrasa. Não quero nunca ser um problema pra você", aceita Inês, que o vê entrar no banheiro e, sem nenhum interesse sexual nele, sente-se vitoriosa.

 

Fonte: Jornal Extra