Em 'Babilônia', Vinícius descobre que Murilo é traficante e os dois brigam. Veja as fotos

Os irmãos batem boca, e Vinícius ameaça prendê-lo. Murilo se acalma e diz a Vinícius que só traficou essa única vez

A chapa vai esquentar ainda mais em “Babilônia”. Nos próximos capítulos da novela das nove, Vinícius (Thiago Fragoso) e Murilo (Bruno Gagliasso) se enfrentam. Os atores gravaram as cenas do embate entre os personagens numa movimentada rua da Zona Sul do Rio e pararam o trânsito. Na sequência, Vinícius persegue o irmão sem saber de quem se trata, após ver Wolnei (Peter Brandão) dando algo que o advogado não consegue enxergar o que é na mão de um jovem de boné — no caso, Murilo.

Vinícius está na cola do malandro desde que o menor contou a ele que mentiu em seu depoimento porque estava com medo. O garoto diz que tinha um outro rapaz na lancha de Guto (Bruno Gissoni) e que acha que ele queria matá-lo por causa de uma dívida de tráfico. " Eu fiz avião pra ele, perdi um papel, ele me deu uma prensa... Quando eu vi o barco ali em cima de mim, ele perto do piloto, achei que queria me matar!", diz Wolnei a Vinícius. Quando vê Wolnei com o tal cara, o advogado o persegue ele e leva um susto ao descobrir que o traficante é Murilo. Os irmãos batem boca, e Vinícius ameaça prendê-lo. Murilo se acalma e diz a Vinícius que só traficou essa única vez.

"Peraí, ele tava em dívida comigo, eu paguei um lance adiantado e o moleque sumiu! Quando a gente se cruzava na rua, eu dava uma assustada, pra ver se ele resolvia me devolver a grana. Mas tentativa de homicídio, pô, aí já é demais! Eu juro pela felicidade da minha mãe!", diz ele, enrolando o irmão. O advogado fala que o problema é que a situação saiu do controle dele e chegou na polícia. "O Wolnei tava apavorado do atropelamento ser vingança sua e inventou uma história absurda quando depôs, prejudicando a minha cliente. Eu vou desfazer a mentira dele, isso vai ser investigado e seu nome vai vir à tona", conta.

Assustado, Murilo implora que o irmão tire ela da confusão. "Você é meu irmão!", apela. "Nessa hora eu sou teu irmão?", pergunta Vinícius, triste. "Meu único irmão, minha família, você não pode me botar no fogo! Pelo amor de Deus, não me abandona... Se você me entregar, se meu nome vier à tona por sua causa, já imaginou como a nossa mãe vai ficar?", pede Murilo, triste. Vincíus acusa o irmão de chantagem emocional e Murilo assume que está apelando por desespero.

"Eu não sou santo, fiz besteira, prejudiquei o garoto. E e entre nós dois, a gente se afastou, eu me afastei, porque tenho ciúmes de você com a mamãe, você é o filho exemplar, advogado, brilhante, bem-sucedido, eu tô lutando contra a maré pra conseguir me sustentar com o meu trabalho, eu não tenho a sua força. Eu queria ser como você pra dar pra mamãe o mesmo orgulho que cê dá a ela. Acho que nunca fui tão sincero na vida... Eu errei, Vinícius, mereço ser castigado. Faz como você acha que deve ser, segue a tua consciência", fala ele, como se estivesse "desistindo" de convencer o irmão.

Conflituado, Vinícius fala que não quer ser o responsável por dar esse sofrimento para a mãe deles. "Não é por você! É por ela. E se você tá mesmo preocupado com a felicidade dela, me dá a sua palavra de que vai entrar na linha! Não importa o que os clientes pedirem, cê diz que não arruma, para com isso. E se você fizer alguma coisa contra o Wolnei, eu não respondo por mim!", diz. Murilo se mostra emotivo e diz que dá a palavra ao irmão. "Na boa, eu aprendi", mente. "Tô te dando um crédito de confiança. Não faz com que eu me arrependa! As consequências vão ser muito piores", fala o advogado.




 

Fonte: Jornal Extra