Grávida Leonor sente as dores do parto: "Num é hora ainda"

A mulher de Clemente promete que voltará em breve

Meses após a morte do capitão Ernesto Rosa, em Velho Chico, chegou o dia de Grotas do São Francisco receber mais um morador. Grávida de apenas sete meses, Leonor sente as dores do parto antes do tempo esperado e grita por socorro. Doninha socorre a patroa, que não para de se queixar. "Num é a hora, Doninha... Num é a hora ainda", diz a menina, gritando de dor. A empregada tenta acalmar os ânimos da futura mãe, quando, de repente, Encarnação invade o quarto, arrastada pelo som dos gritos.

Grávida Leonor sente as dores do parto: "Num é hora ainda" (Crédito: Reprodução)
Grávida Leonor sente as dores do parto: "Num é hora ainda" (Crédito: Reprodução)


"Que gritaria toda é essa?", pergunta a matriarca. E é o estado da Nora que responde à sua pergunta. A dureza do olhar desvanece numa legítima aflição, e ela ordena que Doninha vá buscar a parteira. Leonor, porém, implora para que a amiga fique. A mulher de Clemente promete que voltará em breve e assim que sai do quarto Encarnação dispara: "Vê se acalma agora, minina... Nervosa desse jeito ocê só vai fazê é atrapalhá as coisa ainda mais!".

Grávida Leonor sente as dores do parto: "Num é hora ainda" (Crédito: Reprodução)
Grávida Leonor sente as dores do parto: "Num é hora ainda" (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Gshow