'Império': Silviano revela a Téo que Zé Alfredo batia em Marta e teve caso com outros homens

Mas nem assim o mordomo se mostra seguro e chega a dizer que teme pela vida dos dois. Téo não se deixa abater: "Eu pago seguranças, se for o caso!

No capítulo de “Império” de terça-feira, Silviano (Othon Bastos) gritou o seu ódio por Zé Alfredo (Alexandre Nero) para quem quisesse ouvir e deixou claro que sabe de todos os podres do comendador. E são esses segredos que o ex-mordomo dos Medeiros vai contar a Téo Pereira (Paulo Betti).

Mas antes de abrir o jogo, o ex de Marta (Lilia Cabral) quer saber mesmo o que vai ganhar revelando tudo que sabe. "Um capítulo inteiro dedicado à sua pessoa e às revelações que vai fazer na biografia não autorizada que estou escrevendo dele...", diz o blogueiro. Mas Silviano não se sente seguro: "Que garantia tenho eu que o livro irá realmente parar nas livrarias? Daqui a pouco o comendador se junta à turma da música e sai proibindo tudo!". Até parece que isso vai acontecer com Téo Pereira. "Nem que eu tenha que vender fotocópias diante do camelódromo, esse livro sai! Palavra de jornalista, ou melhor, de biógrafo!", garante o blogueiro.

Mas nem assim o mordomo se mostra seguro e chega a dizer que teme pela vida dos dois. Téo não se deixa abater: "Eu pago seguranças, se for o caso! Ninguém tem o direito de calar a imprensa! Somos um país livre e mesmo assim você foi praticamente escravo daquela gente durante anos e tudo que mereceu por conta dos serviços prestados foi um pontapé no bumbum!".

Assim, o serviçal decide abrir o bico e avisa logo: "Dispensarei os pruridos e contarei tudo. Mas vou logo avisando, a perversão é grande... Essa dinastia não perde em nada para os Bórgias. O senhor ficará chocado!". Silviano cumpre o prometido e choca Téo de cara ao revelar que José Alfredo batia em Marta. "O animal pensava em tudo: açoitava a pobre Maria Marta nas solas dos pés, para que ninguém jamais notasse as marcas da agressão. Um carrasco... Não à toa lhe cai tão bem a cor preta. Por isso me submeti à humilhação de trabalhar como mordomo para eles durante anos. Não apenas (para proteger) dos danos físicos causados por aquele doente... Mas também para trazer a ela algum conforto moral e psicológico, estando sempre a seu lado... Sendo seu grande amigo e confidente", descreve o ex-marido da imperatriz.

Aí o blogueiro quer saber como Silviano e Marta se reencontraram: "Por acaso. Ela estava no meio de uma crise conjugal... Você sabe: o comendador a traía com qualquer rabo-de-saia que lhe aparecesse, vide a atual amante dele, que mal deixou as fraldas. Aliás... Há boatos de que não eram apenas rabos-de-saia, mas também rabos-de-calça... Se é que me entende". E deixa Téo ainda mais chocado: "Não me diga!... Nós estamos falando do mesmo comendador?!... Aquele machão arretado?!". O ex-mordomo continua com seus relatos: "O próprio. Aquele que desde muito jovem almejava acumular o máximo de riquezas que fosse possível... E que, antes de fazer fortuna com diamantes, era capaz de aceitar ajudas financeiras até de outros homens, em troca de... Favores escusos... Marta, desesperada, abriu o jogo e me contou tudo. E eu, que passava por uma situação financeira delicada, resolvi que podia unir o útil ao... Desagradável...".

O patrão de Érika (Letícia Birkheuer) quer saber se o ex de Marta tem alguma prova de tudo que está contando. "Infelizmente, não. É apenas a minha palavra contra a dele. Mas creio já ser a hora de revelar ao mundo a verdadeira face daquele crápula! Portanto, se quiser, o senhor pode transcrever tudo o que eu lhe disse em um documento. E eu assino em baixo", sugere. Claro que Téo topa na hora, afinal, uma bomba assim vai render muitos cliques para seu blog: "Eu farei isso, com certeza!".

Depois de contar tudo o que sabe, Silviano mantém a palavra de que assinará o documento que Téo precisa para se respaldar: "Tudo o que falei é a mais pura e cristalina verdade. Não vejo a hora de revelar ao mundo que o comendador José Alfredo Medeiros, longe de ser aquele homem tão fascinante que todos pensam, é um terrível monstro!".

E o blogueiro começa a pensar em títulos para seu livro e, quem diria, ele mostra conhecer bem o fenômeno "Cinquenta tons de cinza": "Cenas de sadomasoquismo entre o imperador e sua imperatriz?! Se me falta o título do livro, o desse capítulo eu já tenho: 50 tons de roxo hematoma!".

Fonte: Jornal Extra