Inês quase morrerá e acabará sendo salva pelo prefeito Aderbal

A vilã sofrerá um acidente só para ser salva pelo prefeito


Image title

Inês (Adriana Esteves) vai arriscar a própria vida para atingir Beatriz (Gloria Pires) e quase morrerá nos próximos capítulos de "Babilônia". Disposta a impedir que a rival consiga uma aliança com Aderbal (Marcos Palmeira), a vilã sofrerá um acidente só para ser salva pelo prefeito e conquistá-lo.

Tudo começará quando a advogada descobrir que Beatriz pretende participar de um esquema para ganhar a licitação de uma obra faraônica em Jatobá. Inês terá a ideia de procurar Aderbal para tentar roubar o negócio da empresária e, dessa forma, convencer Evandro (Cassio Gabus Mendes) de que seria uma boa presidente para a Souza Rangel.

A advogada irá ao escritório do prefeito e não economizará nos elogios. Aderbal perceberá que está sendo cantado e ficará irritado, acreditando que Beatriz mandou Inês em seu lugar para não ter que transar com ele. O pai de Laís (Luísa Arraes) ordenará a saída da assessora de Evandro e, na porta, ela conseguirá ouvir que está marcada uma visita ao local da obra às 17h.

Inês, então, solicitará um carro da Souza Rangel e irá ao canteiro mais tarde. Quando estiver bem perto, ela dirigirá em alta velocidade e tentará bater num poste.

- Você precisa correr riscos, Inês! Precisa se jogar para vencer! - dirá a si mesma.

- Tá indo é pra cima do negócio, meu Deus do Céu! Vai bater! - gritará Aderbal, ao avistar o carro.

Inês atingirá o lado do carona para se proteger e, após o acidente, todos se aproximarão, assustados. O prefeito pedirá a seu assessor para chamar os bombeiros. Antes de ele se aproximar do veículo, a advogada reclamará que foi pior do que pensava e logo fingirá que está desacordada.

Aderbal ficará chocado ao ver que Inês é quem está no carro e tentará acordá-la. Ele rapidamente pegará a advogada no colo e a colocará deitada no chão, a uma certa distância do ponto do acidente:

- Doutora, acorda. Por favor, acorda, abre os olhos, fala comigo.

- O que foi que aconteceu? - perguntará Inês, fingindo que recobrou os sentidos.

Neste momento, o carro explodirá.

- Meu Deus. Eu podia ter morrido. Que perigo! - afirmará ela.

- Eu salvei a senhora.

- Meu salvador... - dirá ela, que aproveitará e beijará o prefeito.

Fonte: kogut.oglobo