José Alfredo será assassinado por Zé Pedro no último capítulo

'Eu o considerava um homem fraco', diz Caio Blat sobre o pai.

v

A novela "Império" acaba no próximo dia 13 e promete surpreender. De acordo com a coluna "Telinha", do jornal "Extra", José Alfredo (Alexandre Nero) será assassinado por seu filho, José Pedro (Caio Blat), identificado como Fabrício Melgaço. O herdeiro vai atirar no pai e ele morrerá.

O corpo do Comendador será cremado e as cinzas vão ser espalhadas no Monte Roraima, conforme sua vontade. Ainda de acordo com a publicação, haverá uma passagem de tempo e o outro filho de Zé Alfredo, João Lucas (Daniel Rocha), aparecerá anos depois como o novo Imperador. Esse final foi o que a produção de "Império" recebeu nesta quarta-feira (4), mas o autor Aguinaldo Silva diz ter escrito outros dois desfechos.

Vale lembrar que ele tinha montado um grande esquema para evitar vazamentos do fim da novela, mas primeiro foi revelada publicamente a identidade de Melgaço e, agora, a morte do homem de preto. E tem mais... Antes de matar o pai, José Pedro vai sequestrar Cristina (Leandra Leal), e exigir como pagamento do resgate toda a fortuna que estava enterrada na casa de Petrópolis e José Alfredo encontrou.

O vilão raptará a irmã na casa dela, encostando uma arma no seu rosto. "Vim te intimar a me acompanhar num longo passeio... Do qual talvez você nem volte", ameaçará ele. "Que maluquice é essa, José Pedro? Você pirou?", perguntará ela. "Se der um pio, te mato! Você fez um péssimo negócio ao resolver entrar para a nossa família, irmãzinha bastarda...".

'Eu o considerava um homem fraco', diz Caio Blat

Durante entrevista ao site oficial de "Império", Caio Blat mostrou-se surpreso ao descobrir que seu personagem é Fabrício Melgaço. "Não esperava por isso, eu sabia que ele estava entre os possíveis suspeitos, mas a descoberta foi muito especial. Na verdade, Aguinaldo Silva conseguiu buscar a essência humana e resgatou as tragédias gregas, em que o filho rejeitado quer se vingar do pai e quer o lugar dele", afirmou.

Caio não acreditava, inclusive, que José Pedro fosse um homem ruim. "Eu o considerava um homem fraco, não sabia até onde iria para conseguir o lugar do pai, mas não achava que era um vilão", garantiu.

Fonte: MSN