Pai da facção decreta nova morte e manda Romero executar escolhido

As cenas vão ao ar nos próximos capítulos.

A identidade do pai da facção foi revelada, Gibson (José de Abreu) é quem comanda toda a organização criminosa. E desde o começo da novela várias mortes foram decretadas pelos integrantes. Desta vez não será diferente, o grande chefe vai chamar alguns irmãos para uma reunião emergencial e dar um novo decreto.

“Nós estamos com uma pendência grave para resolver”, conta ele. O pai da facção mandará Zé Maria (Tony Ramos) matar Orlando (Eduardo Moscovis). Mais esperto, o empresário vai descobrir toda a armação, então decidirá sequestrar Gibson e levá-lo para um galpão. O chefe ficará trancado em uma sala enquanto Orlando sai para resolver outras coisas, o marido de Nora aproveita e conta para o capanga que está lhe vigiando que é o Pai.

Gibson e Orlando (Crédito: Reprodução)
Gibson e Orlando (Crédito: Reprodução)


A revelação deixará o capanga furioso. “Porque você não falou que ele era o chefe?”, pergunta ele para Orlando. “Ele não é mais, o grande chefe sou eu”. Revoltado, o capanga agride Orlando e solta Gibson, juntando forças, Orlando pega a arma do rival e mata o capanga.

Em uma grande luta corporal, Gibson consegue um celular e liga para Zé Maria, sendo surpreendido por Orlando que empurra uma barra de ferro contra o seu pescoço. “O todo poderoso vai morrer nas minhas mãos”, comemora ele. Nesse momento Zé Maria chegará no local e apagará Orlando deixando ele preso em um galpão.

Em seguida, os dois convocarão Romero. “O seu problema é não matar Romero, nós vamos resolver isso, nós pegamos o Orlando e você vai matar ele”, decreta. O ex-vereador amarela e Gibson acaba matando Orlando.

Fonte: Com informações do Extra