Outros médicos podem estar envolvidos na morte de Michael

Outros médicos podem estar envolvidos na morte de Michael

Outros médicos estavam prescrevendo medicamentos fortes ao Rei do Pop

Fontes ligadas ao caso da morte de Michael Jackson contaram ao site "TMZ" que evidências encontradas no quarto do cantor sugerem que outros médicos estavam prescrevendo medicamentos fortes ao Rei do Pop.

Ainda segundo o site, os advogados do Dr. Conrad Murray, médico que estava com o cantor no dia de sua morte, não pretendem contestar o fato de que Michael morreu por conta de uma alta dosagem de Propofol, mas, talvez, eles usem as evidências encontradas no quarto do cantor para acusar outros médicos de fornecer receitas para que o próprio Jackson pudesse aplicar as doses em si mesmo.

Segundo os advogados de Murray, na ocasião da morte de Michael Jackson, o cantor acordou e aplicou a dose fatal de Propofol quando Murray se ausentou do quarto.

Fonte: g1, www.g1.com.br