Pe Lanza não estava embriagado a ponto de cometer o crime

Pe Lanza não estava embriagado a ponto de cometer o crime

Segundo a polícia, o laudo do Instituto Médico-Legal (IML) não comprova embriaguez.

A Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira (24), o resultado do exame clínico do cantor Pedro Gabriel Lanza Reis, conhecido como Pe Lanza, vocalista da banda Restart. Ele havia sido detido no sábado (18) por suspeita de embriaguez ao volante. Segundo a polícia, o laudo do Instituto Médico-Legal (IML) não comprova embriaguez.

?Nós não temos a materialidade, pois ele se recusou a soprar o bafômetro e a fazer o exame de sangue. Ele podia estar com um teor alcoólico, mas não embriagado a ponto de cometer o crime?, afirmou o delegado Celso Garcia, do 93º Distrito Policial, no Jaguaré, na Zona Oeste.

O músico foi detido pela Polícia Militar após ser parado na região do Jaguaré, no sábado, e ter se recusado a fazer o teste de bafômetro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a abordagem ocorreu por volta das 7h30 do sábado, no cruzamento das avenidas General Vidal e Engenheiro Billings. Pe Lanza, que trafegava pela via em cima da área zebrada, tinha sinais de embriaguez e estava sem cinto de segurança, de acordo com a polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Central de Flagrantes do 91º DP, no Ceagesp, o cantor exalava forte cheiro de bebida, falava de forma desconexa e andava cambaleante. No carro do músico, um Hyundai i 30, foram encontradas duas latas de cerveja vazias.

Na ocasião, Pe Lanza passou por exames clínicos e foi liberado. Ele registrou um boletim contra um policial militar por abuso de autoridade. Procurada, a assessoria de imprensa da banda Restart disse que o cantor não irá se manifestar sobre o resultado do exame.

Fonte: G1