Peladona do BBB3 agora canta funk e quer mostrar corpo ao Bial

Eliane Lima, a "Peladona do "BBB"", virou cantora de funk da dupla Sedução Fatal

Quase dez anos depois do "BBB3", Eliane Lima, 26, ainda é lembrada por sua participação surpreendente na edição. Durante a eliminação de Harry, a loira invadiu o palco onde Pedro Bial conversava com o brother ao vivo, totalmente nua, e deixou os dois constrangidos. Hoje cantora de funk melody na dupla Sedução Fatal, ela ainda é reconhecida pelo apelido de "Peladona do ?BBB?" e diz que não teria pudores se de fato entrasse no reality.


Peladona do BBB3 agora canta funk e quer mostrar corpo para Bial

"Iria tomar banho pelada direto. Aqui fora ninguém faz isso de tomar banho com roupa. E ia mostrar meu corpo especialmente para o Bial, porque da outra vez foi muito rápido, não deu tempo de ver", contou Eliane em entrevista. E ela garantiu que apareceria de novo pelada no programa: "Se me chamassem, eu iria".

Os próprios diretores [das faculdades onde quis estudar] falaram que não conseguiriam garantir minha segurança, que eu podia virar um caso Geisy Arruda e que poderiam fazer bullying comigo

Eliane Lima, a "Peladona do BBB"

Vinda do interior do Ceará para tentar a sorte no Rio de Janeiro em 2002, com apenas 16 anos, a cantora usou o "BBB" para divulgar seu trabalho e protestar contra as dificuldades enfrentadas pelos artistas independentes no cenário musical. "Na época, eu era dançarina do Sedução Fatal, que era um grupo, e a gente não tinha padrinho nem dinheiro pra investir. Aí ficava aquela humilhação para tocar na rádio. E deu certo, aquilo abriu as portas pra mim".

Mas nem todas as oportunidades foram aproveitadas por Eliane na época. Ela diz que foi sondada por várias gravadoras e pelo programa "Pânico", mas que não chegou a fechar contratos com nenhum deles. "Fiz reuniões com o Emílio [Surita] e o diretor, mas o empresário achou que o cachê oferecido era ruim e não negociou. Tive muitos empresários que me prejudicaram, por isso ainda estou independente até achar alguém sério que queira investir", afirmou.

O mesmo empresário da época, segundo ela, também impediu suas negociações com a "Playboy" e a "Sexy" para um ensaio nu ? e Eliane só posou nas revistas "Brazil" e "Hot Vip", de menor circulação. Dez anos depois, ela diz que não pretende desistir de aparecer nas publicações. "É meu sonho posar para essas revistas", disse ela, que já fez uma lipoaspiração, colocou silicone e pratica musculação cinco vezes por semana para manter a boa forma.

Realizando shows pelo Brasil a todo fim de semana ao lado do parceiro de dupla Arsênio Silva, Eliane ainda colhe os frutos da fama. "Sempre tem show marcado. As pessoas se lembram de mim e me acham pela internet. E é tudo graças ao que aconteceu, fiquei marcada", disse.

Apesar disso, ser famosa trouxe uma dificuldade inesperada para a cantora. Até hoje, ela não conseguiu se matricular em uma faculdade para cursar o ensino superior, por conta das dificuldades de segurança que poderia encontrar. "Os próprios diretores falaram que não conseguiriam garantir minha segurança, que eu podia virar um caso Geisy Arruda e que poderiam fazer bullying comigo", afirmou ela, que gostaria de cursar medicina, jornalismo ou direito.

Fonte: UOL