Primeira-dama pede o divórcio para disputar a Pres. da República

Primeira-dama pede o divórcio para disputar a Pres. da República

Oposição qualificou o pedido de divórcio de "fraude"

O presidente da Guatemala, Alvaro Colom, e sua mulher, Sandra Torres, apresentaram um pedido de divórcio para driblar a Constituição e permitir que a primeira-dama concorra à presidência nas próximas eleições.

"Um pedido de divórcio consensual foi apresentado no dia 11 de março e a decisão ficará a cargo da juíza Mildred Roca, do Segundo Tribunal de Família", revelou nesta segunda-feira Edwin Escobar, porta-voz do Supremo Tribunal de Justiça.

Três dias antes da apresentação do pedido de divórcio, Torres informou sua intenção de ser candidata à presidência, mas a Constituição guatemalteca proíbe a candidatura de familiares do chefe de Estado.

O principal candidato opositor, Otto Perez Molina (direita), qualificou o pedido de divórcio de "fraude".

O divórcio de Torres "não nos amedronta como eles pensam porque não vamos permitir que burlem a lei e façam esta fraude", disse Pérez Molina, do Partido Patriota (PP).

"É irônico que simplesmente com um divórcio no papel ela (Torres) recupere o direito" à candidatura.

No início de março, prefeitos de vários municípios, reunidos na Unidade Nacional da Esperança (UNE-social democrata) e na Grande Aliança Nacional (GANA-direita) ocuparam as ruas da capital para defender a candidatura de Torres.

Fonte: g1, www.g1.com.br