Primeira morena do grupo É o Tchan, Débora Brasil agora é missionária e cantora gospel

Primeira morena do grupo É o Tchan, Débora Brasil agora é missionária e cantora gospel

Da época do Tchan, um único aprendizado: "O dinheiro, a fama e o sucesso passam

Depois que largou o É o tchan, no auge do sucesso, em 1996, e fracassou na carreira como cantora de axé, Débora Brasil está de volta aos palcos. As roupas curtas deram lugar as saias longas e ternos, e a dança cheia de insinuações virou uma performance contida, em clima de "adoração". Assim como algumas outras personalidades midiáticas, a ex-dançarina teve a música gospel como destino, ou ?missão?, como ela mesmo afirma. Há 8 anos, convertida à igreja Missão Mundial do Trono de Deus, Débora diz ter preenchido o vazio existente. ?Durante um certo tempo, senti falta de algo que me preenchesse e acabei entrando em depressão por isso. Até conhecer Jesus?, diz a ex-morena do É o tchan.

A nova fase veio acompanhada de novas oportunidades. Débora hoje é cantora gospel (ela se prepara para gravar seu próprio CD) e viaja pelo brasil ?pregando a palavra?. Hoje, ao se considerar uma "pessoa melhor", diz não se arrepender do tempo em que dividiu os palcos com Beto Jamaica (com quem teve um relacionamento conturbado de cinco anos), Cumpadre Whashington, Jacaré e Carla Perez (a única com quem mantém contato). ?Não fiz nada que prejudicasse a minha integridade, mas foi um círculo que se fechou e que não sinto falta?, explica.

Morando em Salvador e "aguardando a providência divina" quando o assunto é amor, recentemente, Débora gravou um DVD ao lado de outros cantores gospel, que, por sinal, também são proveniente da música "profana" baiana, como Ivan Dias (ex-vocalista da banda Laranja mecânica). Da época do Tchan, um único aprendizado: "O dinheiro, a fama e o sucesso passam. O que fica é a glória divina. Hoje sou completa?, conclui.







Fonte: Extra