Principais programas da Globo tem queda de ibope; veja lista completa

Uma análise de ibope de seus principais produtos fixos aponta que a emissora vem sofrendo queda sistemática de audiência

Aos poucos vão fazendo sentido as profundas mudanças que a Globo fez em vários de seus escalões neste ano.

Uma análise de ibope de seus principais produtos fixos (não incluídos os sazonais como "BBB", "F1", futebol etc.) aponta que a emissora vem sofrendo queda sistemática de audiência na maioria de seus produtos. E não adianta usar a desculpa de que "oh, boa parte das pessoas está assistindo à Globo na internet", porque isso não é verdade.

Os números de visualizações de atrações na internet ainda é muito pequeno para afetar a conta toda. Nem a TV paga ainda conta. O produto importante ainda é, e continuará a ser por um bom tempo, a TV aberta. Vejamos as quedas nas tabelas abaixo:



DRAMATURGIA DAS 21h

Das três novelas no biênio 2011/2012, a única que teve algum ganho foi "Avenida Brasil", com inexpressivo crescimento de 1% no ibope e 5% no share. Mas, certamente, esse ganho já será consumido pela má performance da atual "Salve Jorge".

DRAMATURGIA DAS 18H e 19H

As novelas das 18h e 19h, por sua vez, tiveram marcantes quedas. Entre 2011 e 2012, a novela das 18h perdeu 12% de ibope e 5% de share (share é a participação do programa no número de TVs ligadas; ou seja, do tanto de TVs ligadas àquela hora, X% estavam assistindo a novela tal...). Já a novela das 19h perdeu 10% de audiência e 5% de share. Cada ponto vale por 60 mil domicílios na Grande SP.

AFUNDA! AFUNDA!

De longe, o produto fixo que mais ibope perdeu no último biênio foi o veterano "Esporte Espetacular", que caiu 16% no ibope e 10% no share. Esse seria um motivo da reação do público à presença de Tande que, como excelente jogador de vôlei, é um insosso apresentador.

OUTRO EM QUEDA

Outra atração fixa que chama a atenção por estar tendo má performance é o "Caldeirão do Huck". O programa perdeu entre 2011 e 2012 cerca de 12% de índice de audiência e 6% de share. As mudanças promovidas no "Bom Dia Brasil" também não parecem ter surtido muito efeito: caiu 12% em ibope e 7% em share. Está perdendo fôlego para o "Fala Brasil" da Record, tudo indica.

E TEM MAIS

Ninguém parece ter ficado muito surpreso com a transferência do programa de Fátima Bernardes para o núcleo de Boninho. Já era esperada uma guinada ainda maior rumo à popularização do programa --para alguns, com ar elitista demais.

Pode esperar a partir de agora cada vez mais sambistas e quadros-reality no matinal da Globo. Não se espantem se "Encontro com Fátima" virar uma espécie de cover do "Esquenta", de Regina Casé.

ENQUANTO ISSO, NO SBT...

Há choro e ranger de dentes com a novidade "Chiquititas". Por mais otimistas que diretores estejam, há poucas esperanças de que a nova novelinha atinja os mesmos patamares de "Carrossel", que chegou a levar o SBT perto da vice-liderança novamente.

ENQUANTO ISSO, A RECORD...

Diretores esfregam as mãos de alegria apostando todas as fichas contra a nova novelinha do SBT.

SALVE O RODRIGO, JORGE

Poucas vezes na história da dramaturgia um protagonista foi afastado tão abertamente do primeiro escalão como é o caso de Rodrigo Lombardi, em "Salve Jorge".

Seu personagem praticamente escafedeu-se. Mas, certamente, vai surgir nos minutos finais da trama para ficar com a mocinha.

O enredo de "Salve Jorge" segue em verdadeiro ritmo do afrodescendente com variados distúrbios psíquicos e somáticos.

Fonte: F5