Professora é suspensa por fazer stripper

Professora é suspensa por fazer stripper

Professora participava de festa de despedida de solteira de amiga

A professora de espanhol Ginger D"Amico, de 37 anos, ganhou na Justiça quase US$ 15 mil, entre indenização e salários atrasados, depois que foi suspensa por uma escola em Brownsville, no estado da Pensilvânia (EUA), porque apareceu em uma foto ao lado de um stripper.

Segundo a emissora "WPXI", ela recebeu suspensão de 30 dias em janeiro, posteriormente reduzida para 19 dias, após uma foto tirada em dezembro durante uma festa de despedida de solteira de uma colega ter sido publicada no site de relacionamentos Facebook.

Para o advogado Witold Walczak, que defendeu a professora, a tecnologia rompe as barreiras da vida privada, mas, nem por isso, os órgãos públicos não podem punir os funcionários simplesmente porque desaprovam a conduta fora do trabalho do empregado.

Outras professoras estavam nas fotos ao lado do stripper, mas apenas Ginger foi suspensa, porque seu rosto era único que era possível ser identificado nas imagens. As demais professoras receberam apenas advertência do distrito escolar.

Fonte: g1, www.g1.com.br