Projeto de inclusão através da arte será lançado no Palácio da Música

O Corpo Inclusivo visa atender pessoas com deficiências físicas com atividades artísticas.

Imagine uma mistura de talento, força de vontade e comunicação corporal através da dança em portador de deficiência. O resultado pode ser surpreendente e não está distante aos olhos do teresinense, que poderá contemplar um grande projeto chamado Corpo Inclusivo, que será lançado no dia 26, às 16h, no Palácio da Música.

O Corpo Inclusivo é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e visa atender pessoas com deficiências físicas com atividades artísticas. Ele será comandado pelos coreógrafos Valdemar Santos e Luis Carlos Vale, que já desenvolviam atividades semelhantes com o projeto Dança Eficiente - que envolve cadeirantes- e tem como objetivo contribuir para a inclusão de pessoas com deficiências através da dança contemporânea. Isso é feito através de um trabalho direcionado ao conhecimento teórico e prático da dança contemporânea, despertando os potenciais artísticos individuais e superando limitações.

O projeto Corpo Inclusivo pretente envolver vários tipos de pessoas com deficiências diferentes em atividades artísticas, um novo desafio para Valdemar e Luis Carlos. ?O nosso trabalho era focado somente na dança e agora vamos ampliar para outras atividades artísticas e, com isso, abrir espaço também para outras pessoas mostrarem o seu lado artístico?, destaca Luis Carlos.

O projeto prevê oficinas de Dança Contemporânea, Dança de Salão, Teatro, Música, Artes Plásticas e outras atividades que ainda estão sendo elaboradas. As aulas devem acontecer na Casa da Cultura, onde os interessados podem se inscrever.

Fonte: FCMC