Quadrilha usa nomes de Ganso e Neymar para fazer falsificação

Quadrilha usa nomes de Ganso e Neymar para fazer falsificação

A apreensão das carteiras em nome de jogadores famosos chamou a atenção dos policiais.

A Polícia Militar mineira prendeu nesta sexta-feira (11), em Belo Horizonte, dois homens acusados de falsificação de documentos e receptação de produtos sem comprovação de origem.

Na casa de um dos suspeitos, localizada no conjunto Santa Maria, próximo ao aglomerado Morro das Pedras, região centro-sul da capital mineira, policiais encontraram carteiras de estudantes falsas, sendo que duas tinham o nome da dupla de craques do Santos, Neymar e Paulo Henrique Ganso.

De acordo com o tenente Dante Gonzaga Silva, a ocorrência começou com a abordagem a um dos suspeitos que estava em um carro em uma rua. “Nós abordamos o veículo, com uma grande carga de suplementos alimentares sem nota fiscal.

O homem caiu em contradição diversas vezes sobre a origem do produto e a propriedade do carro”, afirmou. Ainda conforme o policial, o homem teria revelado o endereço do suposto dono do carro e da mercadoria.

“Nós fomos à casa dele, que permitiu a nossa entrada, e encontramos mais uma série de remédios, como analgésicos, atestados médicos em branco e as carteirinhas de estudante, além de fichas de cadastro em branco, mas assinadas em nome de uma instituição de ensino”, afirmou.

A apreensão das carteiras em nome de jogadores famosos chamou a atenção dos policiais pela ousadia dos acusados. “As fotos não eram dos jogadores, mas o nome era o deles”, disse.

Segundo o tenente, os dois homens foram presos e conduzidos, juntamente com o material apreendido, à 1ª Delegacia Distrital, localizada no bairro Santo Antônio, na região oeste de Belo Horizonte. Silva informou que os homens podem responder por estelionato e receptação de produtos roubados.

“Os remédios estão com selos de duas drogarias conceituadas aqui de Belo Horizonte”, disse.

Fonte: UOL