Iniciada venda de ingressos para o show de humor de Rafinha Bastos, do CQC, em THE

O produtor local do evento, Sidarta Carvalho, ressalta que o evento terá apenas uma sessão.

Depois do sucesso dos shows de Oscar Filho, Rafael Cortez e Felipe Andreoli, agora é a vez de um dos integrantes do CQC mais esperado pelos teresinenses, Rafinha Bastos. O jornalista e humorista estará na capital com o show de humor ?A Arte do Insulto?, dia 20 de setembro (domingo), às 19h30, no Centro de Convenções Atlantic City.

O produtor local do evento, Sidarta Carvalho, ressalta que o evento terá apenas uma sessão. E para quem não quer ficar de fora em conferir essa grande comédia, os ingressos antecipados já estão à venda, a partir desta terça-feira (25/08), nas lojas Reron (Teresina Shopping e Riverside). Informções: 3233-3693/3133-2070/3133-1050

Bastos faz comédia Stand Up em São Paulo desde 2003 e ganhou maior projeção no ano passado, com o programa ?CQC?, da Band. Durante as férias da atração, ele prepara um livro de humor e finaliza o texto de seu próximo show solo. É também ator ? pode ser visto na série ?Mothern?, do GNT, e jornalista, além de ter sido jogador de basquete por 15 anos.





Fiel à raiz do Stand Up baseado na observação do dia-a-dia e no despojamento, sem cenografia, figurino ou sonoplastia, Bastos ainda assim se beneficia da formação de ator, exibindo desenvoltura e preparação de corpo no palco. Afinal, apesar da autenticidade que é característica do gênero, alguns dos melhores comediantes Stand Up são também atores, tais como: Adam Sandler, Woody Allen e Jim Carrey, entre outros.

Sem perder a cumplicidade do público durante os cerca de 60 minutos de ?A Arte do Insulto?, o humorista faz ainda algumas piadas pesadas e se aventura a brincar com um tema espinhoso: a fé. Poder gerar mal-estar entre os espectadores, não fosse o fato de que a boa parte da gozação tem como alvo o judaísmo e Bastos é judeu. Gaúcho, ele também não poupa os conterrâneos, nem os naturais de outros Estados do país.

Em turnê pelo Brasil, o humor politicamente incorreto do espetáculo ?A Arte do Insulto? mantém a platéia entre gargalhadas um tanto surpresas.

Fonte: Assessoria