Raíssa, da Beija-Flor, nega uso de silicone no bumbum: "Jamais faria"

Rainha de bateria garante que derrière avantajado é fruto da genética e que o resto é fofoca


Raíssa, da Beija-Flor, nega uso de silicone no bumbum:

As vésperas do carnaval, quem vê os atributos de Raíssa Oliveira pode ficar com a pulga atrás da orelha. A moça, que cresceu à frente dos ritmistas da Beija-Flor, está dando o que falar por conta do seu bumbum avantajado. Mas ela garante que a medida generosa - 102 cm ? é natural, sem nenhuma interferência do bisturi.

?As pessoas falam tanto que fico até com medo. Estou pensando em fazer um seguro para me proteger do olho grande?, brincou.

A rainha de bateria da azul e branca negou o uso de metacril (substância sintética usada para dar mais firmeza ao bumbum) e garante que silicone só nos seios. ?E olha que isso nem falam. Fiz a cirurgia nos seios tem mais de quatro anos e ninguém nunca comentou nada. Agora cismaram com meu bumbum?.

Raíssa Oliveira, de 22 anos, gosta de salientar também que a mudança no corpo aconteceu com a idade e a ajuda da malhação, claro. ?As pessoas me viram nova, muito pequena. Acharam que eu não ia crescer, que meu corpo não ia mudar? Esse negócio é mentira. Só faço é drenagem e também adoro malhar o bumbum. Jamais faria qualquer outra coisa. Estou muito satisfeita com meu corpo?.

E tantos atributos contam com uma ajudinha da genética, ela garante. A mãe, Cristina, também é dona de um derrière de dar inveja. ?Se eu tenho 100, ela deve ter uns 200 (cm)?.

Fonte: EGO