Record libera violência e corta cenas de sexo de "Poder Paralelo", diz coluna da Folha

Diretor tem editado as cenas evitando que durante o ato sexual apareçam partes do corpo

A novela Poder Paralelo está passando por alguns cortes de cenas mais picantes, segundo a coluna Outro Canal, do jornal Folha de S.Paulo. Após as gravações, o diretor da trama, Ignácio Coqueiro, tem editado as cenas evitando que durante o ato sexual apareçam partes do corpo que não sejam os rostos dos atores.

Cenas em que os casais troquem carícias mais íntimas ou que estejam na cama, coberto por lençóis não podem ir ao ar. Segundo a coluna, os cortes seriam feitos por pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus. No entanto as cenas de violência da novela de Lauro César Muniz não têm passado por esse tipo de edição.

Fonte: Terra, www.terra.com.br