Casé afirma sofrer preconceito por conta de programa "Esquenta"

Casé afirma sofrer preconceito por conta de programa "Esquenta"

Regina Casé falou também sobre o fato de morar em um bairro nobre e ter um programa voltado para a periferia.

A apresentadora Regina Casé, de 59 anos, afirmou em entrevista publicada nesta terça-feira (05) no site do jornal O Dia que o seu programa Esquenta é alvo de críticas preconceituosas.

?Tem muito espírito de porco que chama o programa de brega. O que acho terrível são as piadinhas que refletem o preconceito, e isso resvala em mim. Teve uma piada que dizia assim: ?Estava vendo o ?Esquenta? e, de repente, quando olhei pro lado, sumiram R$ 100 da minha carteira?. Isso tem que acabar. Xô, preconceito!?, disse a apresentadora.

Regina Casé falou também sobre o fato de morar em um bairro nobre e ter um programa voltado para a periferia: ?Moro no Leblon, nunca morei em favela, porque sei que é difícil. Tenho admiração por pessoas que conseguem viver lá, é um ambiente onde me sinto bem. Mas isso não quer dizer que tenha que morar lá. Por mim, todo mundo moraria bem?.

A filha de Geraldo Casé, o diretor do Sítio do Pica-Pau Amarelo na TV, disse também que nunca pensou em ser artista até sua participação no grupo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone, e comentou a educação de sua filha: ?Nunca disse para ela: ?Vai lá e fala com pobre!?. Minha filha sempre acompanhou as gravações dos meus programas. No final, ela já estava na casa de alguém comendo biscoito. Nunca teve medo. Ela circula pela cidade toda, de Vila Valqueire à zona sul?.

Fonte: UOL