Religiosidade afrobrasileira finaliza ciclo de palestras

A Profª. Ms. em ciências sociais pela UNESP, Dailme Tavares, será a palestrante.

Acontece nesta quinta-feira, 27, às 18h, na Casa da Cultura, a ultima palestra que integra a série de conferências sobre a condição afro-brasileira. A Profª. Ms. em ciências sociais pela UNESP, Dailme Tavares, será a palestrante. Aspectos sociais, literários e culturais já foram evidenciados em outros momentos, amanhã será destacada a contribuição religiosa do povo africano para a formação de uma cultura diversificada no Brasil. O tema da palestra é “A religiosidade Afrobrasileira”. O propósito é, justamente, conhecer e mostrar como as religiões provenientes da cultura africana se integrou na sociedade brasileira. Segundo o estudo/mapeamento de terreiros, ainda em andamento, feito pela Coordenadoria Estadual de Direitos Humanos e da Juventude, existem cerca de 1.500 terreiros no estado do Piauí, sendo que 350 estão em Teresina, sem contar as casas de culto que se pratica o candomblé e a umbanda. Isso demonstra a forte presença desta religião no âmbito social piauiense. Na ocasião, a palestrante destacará também que, apesar do preconceito e das perseguições que as lideranças religiosas e iniciados ainda sofrem, a religiosidade negra na capital piauiense e no resto do estado tem se expandido e demonstrado a forma branda e alegre de viver desse povo. A Casa da Cultura é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, e fica localizada na rua Rui Barbosa em frente a Praça Saraiva. A palestra complementa a Exposição Quilombolas que está disponível até o dia 10 de junho.

Fonte: Assessoria