Repórter finge ser prostituta para seduzir jogadores

Repórter finge ser prostituta para seduzir jogadores

Repórter finge ser prostituta para seduzir jogadores



Em meio às denúncias de relações extraconjugais de jogadores de futebol na Inglaterra, um jornal do país resolveu inovar. Lauren Veveers, repórter do Daily Star, decidiu se passar por acompanhante de luxo para, anonimamente, seduzir atletas dos clubes locais. Resultado: divulgou quatro flagrass - entre eles, com o senegalês El-Hadji Diouf.

No que chamou de sua "grande reportagem de investigação", Lauren apurou sua ideia em Manchester - cidade na qual, de acordo com a imprensa inglesa, há festas em demasia envolvendo garotas de programa e jogadores atrás de diversão. E segundo o jornal da repórter, em apenas seis horas, ela posou para fotos com alguns jogadores conhecidos no país.

O principal deles, El-Hadji Diouf, foi incisivo. Segundo a loira, o atacante do Blackburn Rovers "é casado, mas muito insistente". O ex-jogador do Liverpool, destaque da Copa do Mundo de 2002, também teria pedido o telefone da repórter várias vezes, e ainda disse ter conhecido Jenny Johnson - uma das prostitutas que se envolveu com o atacante Wayne Rooney, do Manchester United.

Além de Diouf, outros três jogadores foram flagrados por Lauren: Jimmy Bullard, Matt Duke (ambos do Hull City) e Michael Tonge (Stoke City). Nenhum deles ofereceu uma bebida à jornalista - porém, convencidos de que se tratava de uma prostituta de luxo, tentaram programas com Laureen. Ela recusou todas.

Fonte: Terra