Ricky Martin está de volta: "energia do Brasil me faz falta"

De passagem pelo Rio de Janeiro para gravar um clipe oficial da Copa


Ricky Martin está de volta:
Ricky Martin nasceu em Porto Rico, na capital San Juan, há 42 anos, mas é conhecido internacionalmente por ser um dos grandes representantes da música pop latina, mas, em bom português, "com um pouquinho de sotaque e sem falar as gírias, tenho que aprender", confessa que o Brasil é um lugar especial para o cantor e compositor. "A música, a festa, a energia, tudo isso me fez falta", afirmou, em entrevista exclusiva ao Terra.

De passagem pelo Rio de Janeiro para dois dias de gravação do clipe da música Vida, vencedora do concurso Supersong, que envolveu 1,6 milhões de canções de todos os continentes, patrocinado pela Sony em parceria com a Fifa, o ex-Menudo afirma sem meias palavras que sentiu saudade do país onde aprendeu a capoeira, visitou praias do nordeste e gravou até clipe com a diva do axé Claudia Leitte. "Ainda não tive tempo de falar com ela e nem com os meus amigos daqui", diz.

Sua última passagem pelo Brasil foi em 2011, para a turnê de Música, Alma e Sexo, (São Paulo, Rio e Porto Alegre). Hospedado em um hotel na praia de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, onde foi clicado na varanda pelos fotógrafos com cara de sono e vestindo apenas cueca samba-canção, o astro latino afirma que "eu quero caminhar pelas ruas. E ver de tudo aqui no Rio. As diferentes cores. Claro que em dois dias não dá para falar tudo, precisaríamos de um ano inteiro e teríamos que fazer um documentário".

Nesta entrevista exclusiva, sempre simpático, Ricky Martin ainda comenta a nova etapa de sua vida, com o fim de seu relacionamento com ex-companheiro Carlos González, o zelo pelos filhos gêmeos Matteo e Valentino e até sobre os protestos que vem ocorrendo no Brasil, relacionados também ao gasto de dinheiro público para a construções de estádios para o Mundial "no padrão Fifa", mesmo estando atrelado, de alguma forma, com a promoção do maior evento futebolístico do mundo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br