Rio: Mulher quebra dedos cavando para salvar os filhos

‘Os três quase foram enterrados vivos’, disse a doméstica Cleide Cardoso.

As fortes chuvas que atingiram a Região Serrana do Rio na última semana não param de revelar histórias de heroísmo e superação. Um novo exemplo disso é a doméstica Cleide Cardoso que, cavando com as próprias mãos, conseguiu salvar a vida dos filhos João Pedro, de 3 anos; Giovana, de 8; e Juliana, de 11.

Moradora do bairro Parque do Imbuí, em Teresópolis, ela conta que sua casa desmoronou depois de um deslizamento de terra. Cleide conseguiu se desvencilhar da água, da sujeira e da lama, mas seus filhos não. Foi então que começou a gritar e cavar para poder localizar e libertar os filhos dos escombros.

?Quebrei dois dedos da mão esquerda em três partes cada um. Na hora, não senti nada. Mais importante era salvar a vida das crianças, que berravam por socorro. Já perdi tudo, não ia aguentar se os perdesse também?, contou Cleide, que só não conseguiu salvar o cachorro de estimação.

Ela achou abrigo provisório na casa de Aurelina Fróes, no bairro Vale do Paraíso. Dona de uma confecção, também é proprietária de casas para alugar. E utilizou um de seus imóveis vazios para alojar um grupo de 23 pessoas.

?Encontrei essas pessoas na garagem de uma casa aqui na rua. Convidei todos para ficarem comigo. E já disse que só saem quando arrumarem outro local para morar, porque aqui eles estão bem assistidos?, disse Aurelina, que também cedeu o espaço para o pai, a irmã e os sobrinhos de Cleide, que moravam em casas localizadas no mesmo terreno que ela.

Abraçada aos filhos, Cleide se emociona e mostra gratidão à nova amiga. ?Essa senhora nos ajudou muito. Não vou esquecer o que ela está fazendo pela minha família?, agradeceu a doméstica.

Fonte: g1, www.g1.com.br