Roberto Carlos dá entrevista em navio e fala sobre biografia e beijo gay

Cantor diz que não vai esconder nada sobre a sua vida no livro que está escrevendo: "Ninguém vai contar a minha história melhor do que eu"


Roberto Carlos dá entrevista em navio e fala sobre biografia e beijo gay

Todo de azul - para não fugir à tradição -, Roberto Carlos chegou bem-humorado ao encontro que tinha marcado com a imprensa na tarde deste domingo, 9. O cantor recebeu os jornalistas a bordo do navio MSC Preziosa, na décima edição do projeto "Emoções em alto-mar". Durante o papo, ele falou sobre a questão das biografias não autorizadas.

"A grande questão é ter um equilíbrio entre o direito de privacidade e a liberdade de expressão. Precisava ser bem estudado esse ponto", defendeu Roberto, mandando um recado paras aqueles que gostariam de escrever sobre a vida dele. "A biografia escrita por min já vai sair daqui a pouco. Nela vocês vão ver as alegrias, tristezas. Não vou esconder nada. Ninguém vai contar a minha história melhor que eu", completou. Questionado se já estaria terminando o livro, ele riu e falou: "Já escrevi até os 25 anos. Faltam mais dois terços", contou, aos risos.

Sobre a biografia não autorizada que ele proibiu (em 2007, o cantor moveu uma ação contra o jornalista Paulo César de Araújo, autor de "Roberto Carlos em detalhes", e conseguiu que o livro fosse recolhidos das lojas), Roberto explicou que não foi por uma questão econômica. "Tem coisas nela com as quais não concordo e rola a questão de invasão de privacidade, por isso contestei judicialmente". Veja trecho da entrevista postado na rede social pelo humorista Tom Cavalcante, que acompanhou a coletiva.

Beijo gay na TV

Roberto também dá sua opinião sobre o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo ao comentar o beijo gay exibido no último capítulo de "Amor à vida". "Não me chocou porque vejo com naturalidade. Todo ser humano merece esse direito. O direiro à felicidade, alegria. Pessoas que se amam se beijam na boca" (veja vídeo). Falando em amor, o cantor foi questionado se estava solteiro. "Eu não estou namorando".

Em um momento de descontração, o cantor se mostrou um homem comum - e prendado! "Sei lavar louça, sei passar. É verdade!" (veja no vídeo). Simpatico, ele fez questão ainda de brincar sobre o TOC. "Estou bem melhor, estou até sentado em uma cadeira roxa", falou. Por conta de sua melhora, ele contou também que pode até voltar a cantar a música "Quero que vá tudo pro inferno", mas evitou citar a palavra "inferno" em sua resposta.

Livro autorizado

Na ocasião, Roberto falou sobre o livro "Collector"s book Roberto Carlos", que terá lançamento oficial em abril de 2014, mas já tem algumas unidades à venda no navio. "Essa nao é minha biografia, mas eles tiveram delicadeza de me pedir autorização", explicou ele, dizendo que a obra traz imagens do cantor e letras de músicas.

Fãs assanhadas

Roberto também recebeu perguntas feitas por fãs no Instagram. Entre os assuntos, ele foi perguntado se tinha medo que alguma admiradora sentasse em seu colo na visita ao camarim: "O difícil vai ser tirá-la do meu colo", disse o cantor, fazendo piada. No auditório reservado para o bate-papo, o Rei também foi recebido por fãs que fizeram cartazes com declarações.

A embarcação, que deixou no fim de sábado, 8, o porto de Santos, chegou a Búzios, no litoral do Rio, neste domingo. Para delírio de seus admiradores, Roberto apareceu no porto de Santos pilotando um Lamborghini branco. Simpático, logo acenou para os fãs e ainda posou com o comandante do navio.

"Emoções em alto-mar"

Sobre o projeto realizado há dez anos em um cruzeiro, Roberto explicou que no começo achava que não passaria de cinco. "Adoro fazer. São quatro dias de sonho. Quando saio do navio, penso que estou voltando para a realidade", disse ele, também se referindo à proximidade com os fãs que a viagem proporciona: "É um clima de amor. Sinto que estou em família. Só nao dormimos na mesma cama", brincou.

Fonte: EGO