Roberto Carlos faz show para 400 mil nas areias de Copacabana

Roberto Carlos faz show para 400 mil nas areias de Copacabana

Roberto Carlos abriu o show em Copacabana com a música "Emoções"

Roberto Carlos cantou pela primeira vez em um palco montado nas areias de Copacabana. As novidades do show deste sábado (25) ficaram por aí. Com aprovação da massa que lotou todo o espaço entre o mar e o hotel Copacabana Palace, o rei repetiu mais do mesmo, desfilando seu repertório com o mesmo furor romântico que marcou grande parte de sua carreira.

Vestindo o tradicional terno branco dos especiais de fim de ano, Roberto subiu ao palco às 21h45 cantando Emoções. Logo após, agradeceu pelo "presente de Natal" de poder cantar em Copacabana. O show seguiu com Além do Horizonte e Copacabana, princesinha do mar.

O rei então chamou a cantora de música sertaneja Paula Fernandes, com quem dividiu o palco cantando um pout pourri de suas composições alternando ritmos country. Paula ainda cantou a música da trilha sonora da novela Araguaia, Tocando em Frente, de Amir Sater.

Homenagem a Lady Laura

Roberto descreveu um misto de "alegria e saudade" ao lembrar a mãe, Lady Laura, que morreu em abril. A plateia aplaudiu. Depois, mais convidados especiais: Bruno e Marrone, o grupo Exaltasamba e a bateria da Beija-Flor. A escola das cores azul e branco, as preferidas de um supersticioso Roberto, tomaram conta do palco puxadas pela rainha de bateria Raíssa.

Para lembrar o clima de Natal, Roberto, com o apoio do coral de 200 crianças da Rocinha, fez uma versão emocionada da popular Noite Feliz. O rei encerrou a apresentação com a tradicional distribuição de rosas ao público. A bateria da Beija-Flor retornou para dar ritmo de samba a Jesus Cristo, que encerrou o espetáculo.

Calor humano

Fazia pouco mais de 21°C na orla de Copacabana enquanto Roberto Carlos se apresentava em frente ao hotel Copacabana Palace. Seria uma noite fresca, não fosse o calor humano do público que tomou completamente a areia, o calçadão e as ruas. Não havia espaço com vista para o palco sem que houvessem ombros se tocando. A orla estava lotada.

A costureira Maria Pereira Silva, 52 anos, deixou o marido, Jurandir, em casa e foi acompanhada das filhas Magda, 22 anos, e Carolina, 19, para ver Roberto. "Meu marido não quis vir, mas eu não ia perder a oportunidade. Não sei quando vou poder ver o rei de novo", disse ela, que mal podia enxergar o perfil de Roberto entre as cabeças à sua frente.

Moradora de São Gonçalo, a professora Ivete das Dores, 47 anos, usava uma faixa azul escrita Roberto Carlos. Ela chegou para o show às 18h junto com seu filho, sua nora e suas duas netas. A família esperou quase quatro horas para ver Roberto entrar no palco cantando Emoções. Ivete acompanhou toda a música com as mãos no rosto. "Ele é maravilhoso, não é? Olha a quantidade de gente que está aqui só para ver ele", observou.

Organização

De acordo com a Polícia Militar, mais de 400 mil pessoas compareceram ao show. O policiamento na orla foi reforçado com 300 homens. A prefeitura realizou operação especial com 754 agentes para coibir irregularidades durante o evento. A Supervia e o metrô preparam esquema especial para o retorno da multidão.

Fonte: Terra, www.terra.com.br