Secretaria desmente pedido de fim do "Metrô Zorra Brasil"

Secretaria desmente pedido de fim do "Metrô Zorra Brasil"

O Sindicato dos Metroviários pede o fim do quadro por

A Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SPM) diz que não pediu à Globo o fim do "Metrô Zorra Brasil", exibido aos sábados no "Zorra Total". Em nota divulgada nesta sexta-feira (7), o órgão explica que a sub-secretária Aparecida Gonçalves enviou nota de apoio ao Sindicato dos Metroviários de São Paulo, que protesta contra a atração, mas não "dirigiu qualquer solicitação" pedindo o fim do quadro.

O Sindicato dos Metroviários pede o fim do quadro por "banalizar o assédio sexual". Na atração, Valéria (Rodrigo Sant"Anna) e Janete (Thalita Carauta) conversam num vagão de metrô e há sugestão de assédio. Em notícia publicada ontem pelo Na Telinha, a Globo afirmou que o programa é "humorístico" e "não incita qualquer comportamento, muito menos a violência contra a mulher".

A secretaria, no entanto, parabeniza a iniciativa do sindicato: "Parabenizamos a iniciativa e endossamos a necessidade de debater ações como esta, que visam desconstruir discursos de uma cultura que, até mesmo camuflada de humor, perpetua a violência simbólica contra as mulheres".

Por fim, o órgão pede que a violência sexual seja debatida pela sociedade. "A Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres reafirma a importância deste debate, e de forma especial nos meios de comunicação de massa, pois eles são importantes instrumentos de formação da sociedade."

Fonte: UOL