Seguranças de Gisele Bündchen são condenados por atirar em paparazzi

Os dois seguranças atiraram em fotógrafos durante o casamento da top com Tom Brady em 2009. As informações são do "New York Post"


Seguran軋s de Gisele B�dchen s縊 condenados por atirar em paparazzi

Dois seguranças contratados para o casamento de Gisele Bündchen e Tom Brady foram condenados a cinco anos de prisão cada por terem atirado em dois fotógrafos que cobriam o evento. A cerimônia aconteceu na Costa Rica, em 2009. Além das penas de prisão, os seguranças terão de pagar 10 mil dólares em multas. O julgamento terminou na última sexta-feira, 15. As informações são do "New York Post".

Na ocasião, os seguranças chegaram a atirar nos fotógrafos. Um deles teve a traseira do carro destruída. "Graças a Deus estou bem. Mas, naquele momento, eu pensei que ia morrer", disse Rolando Aviles, um dos fotógrafos, ao "The Post" na época. "Se a bala tivesse sido um pouco mais para a esquerda ou para a direita, ele teria matado um de nós. Na hora eu falei: "Eles vão nos matar""".

Aviles disse que ele e seu colega Yuri Cortez, ambos fotógrafos veteranos que trabalham para uma agência, tiveram autorização do proprietário do imóvel em que eles estavam para fotografar a cerimônia.

Fonte: EGO