Ser uma ex-fumante motivou Glória Pires a trabalho no cinema

Em conversa com O Fuxico, Glória Pires contou o que a motiva para fazer um personagem e o critério na escolha dos papéis

O premiado filme É Proibido Fumar, de Anna Muylaert, já levou troféus nos principais festivais de filmes nacionais, como APCA, Festival SESC dos Melhores Filmes, Festival de Paulínia e muito mais.

Em conversa com O Fuxico, Glória Pires contou o que a motiva para fazer um personagem e o critério na escolha dos papéis:

?O que me leva a fazer um personagem é o desafio, a identificação e, principalmente, a mensagem. Como a minha atuação pode tocar as pessoas é inspirador e um mistério para mim?, contou a atriz, que disse ainda sentir muito medo e alegrias com as atuações, apesar dos 40 anos de carreira.

Glória Pires contou que é ex-fumante e esse foi um dos grandes desafios para atuar em É Proibido Fumar, mesmo já fazendo um tempo que havia largado o cigarro.

?Quando nasceu o meu último filho [Bento, de seis anos] decidi que não fumaria mais e foi difícil abandonar o cigarro. Mas tive força de vontade e fui determinada?, disse a atriz.

Fonte: OFuxico, ofuxico.terra.com.br