Sexo oral pode causar câncer na garganta, diz estudo

Sexo oral pode causar câncer na garganta, diz estudo

Linha de preservativo é lançada

A prática de sexo oral sem preservativos pode acarretar em uma série de DST?s (Doenças Sexualmente Transmissíveis), como a AIDS e, inclusive, cânceres bucais. De acordo com estudo realizado pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o papilomavírus humano (HPV) contraído através dessa prática sexual pode causar certos tipos de cânceres de garganta (amídalas, língua e garganta propriamente dita) tanto em homens quanto em mulheres.

Inclusive, o HPV se mostrou um fator de muito maior risco cancerígeno do que, por exemplo, o fumo ou o consumo de álcool.

Para isso, acaba de ser lançado no Brasil uma novidade inédita no mercado nacional que deve revolucionar o setor: preservativos com sabor de verdade. Uma fabricante de preservativos vem para frisar a importância do uso da camisinha em todas as práticas sexuais, inclusive no sexo oral.

A novidade do produto anula o maior empecilho para o sexo oral com preservativo: a aversão ao gosto do látex. O lançamento não só elimina completamente o gosto indesejado como possui sabores agradáveis ao paladar, como chocolate, morango, uva, hortelã e tutti-fruti.

Fonte: direto da redação