Sobe para 904 o nº de mortos pelas chuvas na região serrana do Rio

Sobe para 904 o nº de mortos pelas chuvas na região serrana do Rio

A cidade de Nova Friburgo foi a mais atingida, com 426 vítimas fatais

Subiu para 904 o número de mortos pelas chuvas na região serrana do Rio de Janeiro, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Polícia Civil. A cidade de Nova Friburgo foi a mais atingida, com 426 vítimas fatais, seguida de Teresópolis, onde foram encontrados outros dois corpos, que se somaram a um total de 391 mortos na cidade. Petrópolis teve 71 mortes; Sumidouro, 21; São José do Vale do Rio Preto, quatro; e Bom Jardim, uma. O Ministério Público registrou na terça-feira que 405 pessoas estão desaparecidas na região serrana.

De acordo com o último balanço da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, 29.446 pessoas estão fora de suas casas. A tragédia deixou 20.996 desalojados (abrigados por parentes ou amigos) e 8.814 desabrigados (acolhidos em abrigos públicos). O maior número de moradores que tiveram que deixar suas residências foi registrado em Teresópolis, que possui 6.210 desalojados e 5.058 desabrigados. Nova Friburgo tem 3.220 desalojados e 2.031 desabrigados e Petrópolis registra 5.891 desalojados e 190 desabrigados.

Chuvas na região serrana

As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.

Fonte: Terra, www.terra.com.br