Sônia Abrão diz que primo Chorão morreu de amor: "especial"

Sônia Abrão diz que primo Chorão morreu de amor: "especial"

Apresentadora não considera a ex-mulher do músico culpada pelo que aconteceu.

Prima de Chorão, Sônia Abrão esteve no velório do músico nesta quinta, 7, na Arena Santos, em Santos, litoral paulista. A apresentadora estava acompanhada do irmão, Elias Abrão. "Ainda aguardamos a autorização para cremar, é o desejo da familia. Chorão é meu querido, um presente que Deus nos deu. Ele era especial, e inverteu o círculo, não era para ele ir agora. Desígnios de Deus. Queríamos trocar de lugar com ele, mas não é possível".

Emocionada, Sônia disse que Chorão "morreu de amor". "Ele amava a família, a carreira. Mas ele dizia que a solidão não era por falta de amor de família e fãs, mas vinha de dentro dele. Ricardo (irmão do músico) falou que ele morreu de amor e é verdade."

"Ex não é culpada"

Apesar do desentendimento entre Graziela Gonçalves, ex de Chorão, e Ricardo, irmão, Sônia disse que não a considera culpada pelo que aconteceu. "Não conversei com a ex-esposa, mas sabemos que ela não é culpada. O amor acaba, relacionamentos acabam. Não há culpados".

A apresentadora também falou sobre a mãe de Chorão, dona Nilda, que passou mal ao chegar ao velório na quarta, 6. "Ela disse que se Deus queria testá-la, não precisava ser assim. Mas ela está medicada", disse Sônia.

Graziela deixou uma mensagem no site oficial do Charlie Brown Jr., chamando Chorão de "grande amor infinito". "Quantas histórias, quantas conquistas, quanta luta!! Quanto amor, em toque e calor, verso e prosa, que você me deu!", escreveu.

Chorão foi encontrado morto às 4h30 da manhã na cozinha de seu apartamento, em Pinheiros, São Paulo. A ocorrência foi registrada na 14ª DP como morte suspeita. Uma equipe do Instituto de Criminalística esteve no local para perícia. O caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O corpo está sendo velado na Arena Santos, em Santos, no litoral paulista. A mãe de Chorão, dona Nilda, chegou amparada pelo filho Ricardo. O velório esteve aberto ao público até o 12h desta quinta, 7, quando foi fechado para a família. O corpo do músico deve sair em cortejo pela cidade por volta de 14h30. O percusso passa pela pista de skate, pela Vila Belmiro e depois para o Cemitério Vertical Memorial, onde será sepultado ou cremado.

Fonte: EGO