Sósia de Anitta diz que adora ser comparada com a cantora gata

Sósia de Anitta diz que adora ser comparada com a cantora gata

Estudante adora a comparação com Anitta e até ensaiou a coreografia. Geneticista explica como pessoas têm semelhanças sem parentescos.

A estudante Sabrinna Amorim de Souza Lasfir, de 18 anos, nunca cantou na vida, não gosta muito de funk, muito menos morou ou tem parentes no Rio de Janeiro. Mas há cerca de cinco meses vive escutando em sua direção ?Pre-pa-ra?. A menção à cantora Anitta não é à toa. Sabrinna é muito parecida fisicamente com a funkeira de 20 anos, que está no auge de sua carreira. ?Ouvi que sou parecida e contei para pessoas próximas a mim. Foi aí que meus amigos encontraram semelhanças e agora vivem brincando, cantam a música. Acho que é legal ser parecida com ela, todo mundo fica comparando e encontrando coisas iguais, acaba virando um momento de brincadeiras?, comentou Sabrinna.

Adoro ela, até aprendi a coreografia de "Show das Poderosas"

Sabrinna, sósia de Anitta

Com a mesma estatura e tipo físico, cabelo e até sorriso parecidos com Anitta, a rio-pretense é um exemplo de que, mesmo com a mistura de raças no Brasil, indivíduos que nunca se viram ou têm relação familiar podem se parecer fisicamente. ?Quando você compara uma população, por exemplo, como na Europa, as pessoas são muito parecidas pois há pouca miscigenação. No Brasil, temos uma alta mistura de raças e etnias, o que faz ser muito difícil, se não tivermos parentesco, sermos parecidos uns com os outros, mas uma combinação de genes igual, apesar de rara, pode acontecer e aproxima caracteristicas físicas?, explica a professora responsável pelo departamento de biologia da Unesp e geneticista Paula Rahal.

Em genética, uma característica de um ser vivo é chamada de traço ou fenótipo. Alguns se aplicam na aparência física, como a altura, cor dos olhos ou até peso. Quando parentes, os genes carregam o DNA, que é copiado e herdado através das gerações. "Nós carregamos os genes que herdamos da família. As caraterísticas físicas vêm através deles, por isso entre a família, temos até 100% de chance de parecer uns com os outros, o que determina essa porcentagem é o gene dominante?, finaliza a geneticista.

Prestes a começar na faculdade de Direito, Sabrinna adora a comparação com Anitta. "Ela é linda, uma sex symbol, quem não ficaria lisonjeada por receber elogios por isso? Mas isso nunca influenciou nada em minhas escolhas ou então no meu dia a dia. Não me incomoda a comparação, eu até gosto. Adoro ela, até aprendi a coreografia de "Show das Poderosas", mas cantar mesmo, deixou só para o chuveiro essa parte", brinca Sabrinna.



Fonte: G1