Substituída por Mariana Rios diz que investiu R$ 100 mil: "Não sou palhaça"

Ana Paula afirma que sequer foi avisada pela diretoria sobre a decisão, e que soube de sua demissão pela imprensa.


Substituída por Mariana Rios diz que investiu R$ 100 mil:

Os olhos estão vermelhos de chorar, a voz é pausada, lenta. Esta sexta-feira, 7, é de luto para Ana Paula Evangelista, ex-rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, que foi destituída do cargo nesta quinta-feira, 6, e substituída pela atriz Mariana Rios.

Ana Paula afirma que sequer foi avisada pela diretoria sobre a decisão, e que soube de sua demissão pela imprensa. "Não sou palhaça. Já estava ouvindo esses boatos de que eu sairia há um tempo. Mas as pessoas na escola diziam que não tinha nada disso, que era para eu ficar tranquila", diz ela que chegou a conversar com o novo presidente da agremiação na terça-feira, 4.

Mas os boatos se confirmaram e Ana Paula perdeu mesmo o posto de rainha. "Não entendo porque só eu fui tirada. Várias outras pessoas eram ligadas ao antigo presidente e continuam lá", diz ela, referindo-se à recente mudança na presidência da escola.

A ex-rainha agora contabiliza os prejuízos. Ela conta que largou o trabalho na Itália e que está no Brasil desde junho participando dos ensaios da Mocidade. Para cada ensaio, Ana diz que confeccionava uma roupa no valor aproximado de R$ 1 mil, totalizando um gasto de R$ 27 mil nesses sete meses. O ensaio técnico do último domingo, dia 2, na Marquês de Sapucaí, mereceu uma roupa mais cara, no valor de R$ 3 mil, segundo ela.

E os gastos não param por aí. De acordo com Ana Paula, a fantasia que usaria na segunda-feira de carnaval estava orçada em R$ 60 mil e já estava sendo confeccionada pelo estilista Guilherme Alves, o mesmo de Viviane Araújo. Ela também conta que teria investido cerca de R$ 10 mil em camisas para sua antiga bateria. As peças traziam o seu rosto.

"Gastei o que tinha e o que não tinha para realizar o meu sonho. Minha fantasia tem 800 penas de faisão branco e mais de 42 mil pedras de Swaroviski", diz ela que mostrou a peça quase pronta com exclusividade para o site. "Minha mãe e meus amigos dizem que sou maluca. Mas é o meu sonho", diz Ana Paula, que está com o carro apreendido em um depósito por estar com o IPVA atrasado.

Apesar da tristeza por não ser mais rainha, a modelo não deve ficar de fora do carnaval 2014. Ela conta que recebeu o convite de três escolas de samba do grupo especial para desfilar como musa. "Ainda não me decidi. Dependendo para onde for, terei que tingir a fantasia", diz ela que, apesar do mal-estar com sua agremiação, garante que continua torcendo pela escola: "Sou Mocidade, nasci Mocidade e vou morrer Mocidade. Esse episódio não arranha o meu amor pela escola".

Fonte: Terra