Thiago Lacerda levará R$ 550 mil do SBT

Em 2008, os envolvidos apelaram para a 9ª Camara Cível do Rio, mas o recurso foi negado

Terminou com final feliz para Thiago Lacerda o processo movido pelo ator contra o SBT, Gugu Liberato e Roberto Manzoni (ex-apresentador e ex- diretor do Domingo Legal, respectivamente). Eles foram processados por promover no programa um leilão de uma suposta sunga do ator, que teria sido usada na encenação da Paixão de Cristo, em João Pessoa (PB), em abril de 2000. Na época, a atração registrou 22 pontos de média no Ibope contra 14 da Globo, que exibia o Domingão do Faustão. Agora, através de recurso, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça acolheu, por unanimidade, o pedido dos réus, que conseguiram diminuir o valor da indenização para R$ 546.667,63.

Segundo Sylvio Guerra, advogado do ator, mais importante do que os valores é a vitória, depois de nove anos: "O objetivo foi alcançado. A intenção é desestimular esse tipo de conduta abusiva". Só para lembrar, em junho de 2003, a 17ª Vara Cível do Rio julgou procedente o processo por uso indevido de imagem e danos morais, condenando Gugu e a emissora paulista a pagarem, cada um, R$ 140 mil, valor corrigido monetariamente a partir da data e acrescido de juros legais a contar da veiculação do programa.

E Roberto Manzoni, R$ 80 mil, também corrigidos, além do pagamento dos autos processuais e honorários advocatícios em 15% sobre o valor de cada uma das condenações. Em 2008, os envolvidos apelaram para a 9ª Camara Cível do Rio, mas o recurso foi negado. Interpuseram novo recurso com intenção de levar o processo para Brasília, na 3ª Vice-Presidência do Tribunal do Rio. Mas foram inadmitidos. Agora, a briga chegou ao fim.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br