Tido como intelectual, Pedro Bial diz: "Faço parte da bagaçeira do Big Brother Brasil"

Tido como intelectual, Pedro Bial diz: "Faço parte da bagaçeira do Big Brother Brasil"

O apresentador deu pistas de seu novo programa na grade da Globo.

Pedro Bial conversou com a imprensa durante o lançamento de seu documentário "Jorge Mautner - O Filho do Holocausto", em Botafogo, e contou, entre outras coisas, que não separa o trabalho intelectual de jornalista e cineasta da função de apresentador do "Big Brother Brasil". "Sou parte da bagaceira do "BBB"". No papo, Bial reafirmou seu gosto por programas ruins na TV, mas disse que prefere assistir a partidas de golfe, filmes e ao seriado infantil "iCarly" ao lado dos dois filhos. O apresentador deu pistas de seu novo programa na grade da Globo.

Você separa o trabalho intelectual como jornalista e cineasta do trabalho de apresentador do "BBB"?

Sou parte da bagaceira do "BBB". Não existe essa separação. O programa me estimula muito intelectualmente. Fazer televisão popular de qualidade e com respeito ao telespectador exige muito da cabeça da gente.

Você vai deixar o posto de apresentador ou ainda aguenta o programa?

Não se trata de aguentar. Tenho prazer em estar ali e fico no programa enquanto houver interesse mútuo.

Não ficou repetitivo?

Dizem que é sempre igual, mas, se você analisar bem, nenhuma edição se parece com a outra.

Ao que você assiste na TV aberta?

Vejo muito pouco a TV aberta. Gosto muito de esportes e vejo partidas de golfe... gostos excêntricos (risos). Vejo filmes e zapeio muito porque tenho um filho de 14 anos e outro de 10. Eles é que mandam no controle. Então, também assisto a "iCarly" (seriado infantil da TV paga).

Mas você já disse que gosta de programas ruins...

Disse porque quem faz TV aprende mais vendo coisas ruins do que coisas boas.

Você gosta do veículo?

A televisão é um veículo cafona, kitsch, mas que tem seus momentos sublimes.

O Boni, que é pai do Boninho (diretor do "BBB"), fez uma piada no "Altas Horas" quando você disse que gosta de coisas ruins.

É. Ele disse que eu devo assistir ao "BBB", então. Mas o Boni é papa. Falou, tá falado. Só que ele também quis puxar sardinha para o lado dele, já que estava lançando sua biografia (risos).

Você vai estrear na grade da Globo com um programa. Como será?

Não é um talk-show, como andaram dizendo por aí. Ainda não tenho a data de estreia, mas não posso falar muito sobre isso.

É direcionado às classes A e B?

Não. Hoje em dia não existe isso. Dividir as pessoas em classes A, B e C é a receita para uma sociedade desarmônica.

Fonte: O Dia Online