Tinder vai proibir menores de idade no aplicativo

App também vai ter opções para transgêneros

O Tinder anunciou nesta quarta-feira (8) que deixará de permitir que menores de 18 anos sejam usuários do serviço. Até agora, qualquer jovem com idade a partir de 13 anos podia se cadastrar na plataforma. A alteração segue o anúncio feito pelo Tinder na semana passada de que abrirá opções para que transgêneros se identifiquem. Atualmente, os usuários podem apenas optar pelo sexo masculino ou feminino.

A mudança vale a partir da próxima semana. Adolescentes com idade entre 13 e 17 anos podem entrar no app desde que ele foi lançado, em 2012.

“Em uma plataforma que facilitou cerca de 11 bilhões de conexões, nós temos a responsabilidade de constantemente avaliar as diferentes experiências de nossos usuários. Em consonância com essa responsabilidade, nós decidimos descontinuar o serviço para os menores de 18 anos. Nós acreditamos que essa é a melhor política para seguirmos adiante”, afirmou Rosette Pambakian, vice-presidente de comunicação do Tinder.

Segundo o aplicativo, essa mudança afetará 3% do total de usuários no mundo todo. A alteração fará com que os menores que estejam no app não mais possam acessá-lo e os que queiram entrar não sejam aceitos.

No Brasil, “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos” é considerado estupro de vulnerável. O crime é punido com prisão de 8 a 15 anos. A pena pode subir para 20 anos se houver lesão corporal e para 30 se a vítima morrer.

Fonte: Com informações do G1