Tony Ramos e Alinne Moraes faturam prêmio

Luciano Huck, o melhor apresentador, dançou "Ah, moleque", do Pânico na TV

Os atores Tony Ramos e Alinne Moraes foram escolhidos os melhores do ano na 4ª edição do Prêmio Tudo de Bom!, promovido pelo jornal carioca O Dia - em parceria com o Sesc Rio -, nesta quarta-feira (1º) à noite, no Vivo Rio, no Centro da capital fluminense.

Tony - o italiano Totó da novela Passione (Globo) - fez, mais uma vez, uma declaração de amor à mulher, Lidiane, durante os agradecimentos no palco da casa de shows.

- É mais um momento de alegria em 46 anos de carreira, sobretudo pelo voto popular. Dedico esse prêmio para a minha mulher, Lidiane.

Rodando um filme no interior de São Paulo, Alinne Moraes não foi buscar seu troféu, sendo representada pela jornalista e cadeirante Flávia Cintra, que deu consultoria para a personagem da atriz, a tetraplégica Luciana da novela Viver a Vida (Globo).

- A Alinne pediu que eu dissesse aqui o quanto a vida dela mudou após viver a Luciana. Ela se orgulha muito deste trabalho, que mostrou ser possível ser feliz e ter muitas realizações numa cadeira de rodas.

Humor dá o ar da graça na premiação

O momento de maior descontração da noite aconteceu na entrega da categoria humor, é claro. O Pânico na TV, da Rede TV!, derrotou CQC e SOS Emergência, entre outros nove indicados, e quem foi pegar o troféu foi Charles Henrikipédia. O humorista, esbanjando felicidade, pediu a Luciano Huck - na primeira fila - para dançar o "Ah, moleque", prontamente atendido.

- Estou muito feliz com este prêmio para o Pânico de melhor humor. Dedico o troféu para toda a equipe do programa e para minha mãe, Dona Rosana. Luciano, manda um beijo para a Angélica e para seus dois filhos, mas quero ver você dançar "Ah, moleque".

Luciano subiria ao palco em seguida, já que foi eleito o melhor apresentador. Em seu discurso, ele exaltou o Rio de Janeiro.

- Moro no Rio há 10 anos e conheço a fundo cada canto desta cidade. Eu acredito muito no Rio de Janeiro.

Atriz deixa outras famosas para trás

A musa do ano foi a atriz Giovanna Ewbank, a Suely da novela Escrito nas Estrelas (Globo), que se disse surpresa com o troféu, deixando para trás Gisele Bündchen, Luiza Brunet, Paola Oliveira, Nicole Bahls e Patrícia Poeta, entre outras.

- Estou muito feliz. E surpresa também. Entre tantas mulheres lindas nas quais me espelho, fui a escolhida. Foi um gesto de carinho do público comigo e com o meu trabalho.

O marido dela, o ator Bruno Gagliasso, assumiu no tapete vermelho do evento que teve grande participação no que se tornaria uma vitória horas depois.

- Estou com calo nos dedos de tanto que votei nela.

A categoria personalidade ficou com José Junior, do grupo Afroreggae, da favela Vigário Geral, na zona norte do Rio, que agradeceu ao apresentador Luciano Huck.

- O grupo surgiu para dar voz e visibilidade a quem nunca teve direito a isso. O Luciano Huck sempre nos ajudou e gostaria que todos soubessem que em muitas mediações de conflitos em nossa comunidade ele estava presente.

Quem foi e quem não compareceu

O programa Esquadrão da Moda, do SBT, venceu na categoria Moda, mas os apresentadores da atração, Isabella Fiorentino e Arlindo Grund, não prestigiaram. Revelação na MPB, a cantora Maria Gadú foi eleita o melhor som do ano.

Mais premiados da noite: Julio Cesar (esporte), Corcovado (canto do Rio), Real Chope (melhor botequim) e Norte Grill (melhor restaurante).

Segundo os mestres-de-cerimônia da noite, os atores Paulo Gustavo e Maria Clara Gueiros, 100 mil pessoas votaram nas 12 categorias do Tudo de Bom!. Um grupo de jurados escolheu os 10 finalistas de cada troféu.

Muitos famosos prestigiaram a premiação, como Glória Pires ("Fiquei feliz com a indicação"), Bruno Garcia, Bruno Mazzeo, Zezé Polessa, Cláudio Lins, Marcius Melhem, Alexandra Richter, entre outros. Um show do cantor Frejat, com partipações especiais de Maria Gadú e Arlindo Cruz, encerrou a festa.

Fonte: R7, www.r7.com