Acusada de estelionato, Popozuda pode ser detida caso viaje para EUA

Os contratantes locais deram queixa de estelionato contra a cantora e seu empresário, Pardal

Depois de descumprir uma agenda de shows marcados para os dias 24, 25 e 26 de agosto, nas cidades de Filadélfia e Atlanta, além de uma cidade do estado de Nova Jersey,Valesca Popozuda pode ser detida pela polícia norte-americana caso decida pisar nos Estados Unidos. É que os contratantes locais deram queixa de estelionato contra a cantora e seu empresário, Pardal, por terem faltado aos shows e não terem devolvido o dinheiro gasto com algumas despesas.


Valesca Popozuda pode ser detida se pisar nos Estados Unidos

Produtor que fez a ponte entre Valesca e os empresários americanos, Rogério Dias conversou explicou que Pardal devolveu o cachê dos três shows, mas que ainda falta desembolsar os custos com passagem, veiculação de mídia e cerca de US$ 6 mil referentes a uma petição para que a cantora obtivesse o visto de trabalho e pudesse se apresentar no exterior.

?O combinado era Valesca receber 50% do cachê no ato do contrato e mais 50% quando chegasse nos Estados Unidos. O Pardal me ligou dizendo que só poderia ir se todo o cachê fosse pago antecipadamente. Fizemos isso. Na véspera da viagem, ele me ligou dizendo que Valesca havia acordado um pouco resfriada. Horas depois, ela colocou foto no Instagram dizendo que estava ensaiando na Via Show. Fui sozinho para Nova York. Os contratantes estão se sentindo lesados, por isso deram queixa e entraram com um processo contra eles?, contou Rogério.

Se a cantora decidir visitar o país, ela terá que dar explicações à corte americana assim que desembarcar, como acontece com todo imigrante cujo nome consta no registro da polícia dos Estados Unidos. Rogério afirma, ainda, que, dificilmente, Valesca conseguirá obter novamente autorização para fazer shows nos Estados Unidos. ?Ela está queimada, não vão dar esse visto de trabalho de novo?.

Fonte: ODIA