Vanessa faz revelação: “Tenho um fetiche bizarro por palhaços”

Vanessa faz revelação: “Tenho um fetiche bizarro por palhaços”

Mas a palavra tem o mesmo significado para esse espetáculo de mulher que é Vanessa Mesquita, 28 anos

Na mão, ela tem tatuada a palavra ?Cats?, referente ao amor que sente pelos felinos, além dos cachorros. Mas a palavra tem o mesmo significado para esse espetáculo de mulher que é Vanessa Mesquita, 28 anos, vencedora do Big Brother Brasil 14. Ao sair de sua cidade, Pirituba, divisa ente as Zonas Norte e a Oeste de São Paulo, não imaginava abocanhar o prêmio de 1,5 milhão de reais, ter fãs seguindo seus passos e ainda conhecer uma das pessoas mais importantes de sua vida, Clara Aguilar, 26 anos.

?O que a gente viveu lá dentro é de verdade. É o que a gente vive aqui fora?, disse Vanessa, a nova milionária. Para esquentar ainda mais os ânimos das duas ? que desde que saíram do programa, dizem que ainda não ficaram a sós, QUEM as colocou dentro da banheira de hidromassagem de um hotel carioca e... Debaixo da espuma, a temperatura subiu! Confira o corpo a corpo neste ensaio exclusivo e a entrevista do momento ?Clanessa?, como a dupla é chamada pelos fãs.

VANESSA PARA CLARA:

?Ela é uma das pessoas mais especiais para mim. Ela completou um lado muito sombrio do meu coração, achei que não fosse mais encontrar uma pessoa carinhosa, generosa. Tenho pé atrás com o ser humano. E ela conseguiu tirar o meu lado bom que estava escondido, adormecido.?



LAS VEGAS

?A ideia surgiu ainda no programa, quando Clara disse que ia me levar para conhecer a cidade. Adorei?, diz Vanessa. "É um projeto de meninas. Não é só a gente que vai, combinamos com a Poli e com a Bela também, mas não sei se elas vão. Nós vamos com certeza e lógico que dormiremos no mesmo quarto?, contou Clara. O custo da ?possível lua de mel?, adivinha quem paga?, ?Vanessa é claro!?, a loura responde aos risos.

MULHER X MULHER

?Nunca tive um relacionamento sério com mulher. Só fiquei com elas. Se existe desvantagem ainda não vi. Na verdade nunca me chamei de bissexual, quando fui entrar na casa, perguntaram: ?qual a sua opção sexual?? Respondi: ?bissexual, mas sempre me achei uma pessoa de livre escolha. Posso me apaixonar por um homem ou por uma mulher. Tenho que está feliz?, diz Clara.

PESSOA IDEAL

Vanessa completa o que Clara acabara de dizer: ?Não sei dizer qual sexo me atrai mais. Acho bonito tanto homem quanto mulher. O que me faz querer ficar com uma pessoa não é a aparência, é a pele, a química que rolar. Não tenho preferência por homens ou mulheres. Gosto de pessoas interessantes, compatíveis com as minhas ideias, que compartilham as causas que acredito. Nesse momento, Clara é esse ideal para mim. A gente se encaixa muito bem. É uma loucura isso!?



FANTASIA SEXUAL

?Tenho um fetiche bizarro por palhaços (risos). Mas por palhaço do mal, assassino, de filme trash. Nada do ?infantil?, que a gente via quando criança. O meu palhaço tem que ser adulto, com pegada, nossa!, deve ser maravilhoso?, conta Vanessa, se surpreendendo com a brincadeira de Clara ao dizer que realizará o fetiche da ?namorada?. ?Não vou contratar nenhum palhaço pra você Van, eu vou me vestir desse palhaço?.

SEXO A TRÊS

?Tenho que conhecer a vibe das pessoas. Tem que ter pele... Pode ser que sim!?, diz Vanessa. Para Clara, tudo é o momento. ?Não sei te dizer, mas não posso falar que descartaria... Tem que estar com vontade, o momento.?



PARCERIA IDEAL

?A pessoa para ficar ao meu lado tem que me deixar livre, tem que confiar muito em mim. A minha liberdade é o que mais me prende a pessoa?, afirma Clara. Para Vanessa, a pessoa tem que ter respeito pelo o que acredita e, claro, gostar de animais. ?Se não gostar dos meus cachorros, que são meus filhos, nem entra na minha casa. Tem que gostar de viajar, de andar de skate, de fazer rapel... Enfim, tem gostar das mesmas coisas que gosto.?



Fonte: Quem