Vida sexual de Lu ganha destaque na trama

Autor diz que vida sexual de Luciana ganha destaque na trama

 Após o acidente na Jordânia, que a deixou paraplégica, Luciana (Alinne Moraes) é obrigada a reaprender coisas básicas, como segurar um talher e tomar banho. Cenas que o autor Manoel Carlos criou com muita delicadeza e que emocionaram os telespectadores de Viver a Vida, da Globo.

Embalado por esse retorno do público, o novelista prepara mais um momento que promete sensibilizar as pessoas: a retomada da vida sexual de Luciana. Logo após se separar de Jorge (Mateus Solano), ela se entrega à paixão com Miguel (Mateus Solano), que a ajudará a sentir prazer novamente. Quer saber mais sobre esta e outras questões? Confira abaixo as respostas do novelista sobre as dúvidas dos leitores de O Fuxico!

Uma das cenas mais comoventes de Viver a Vida foi o primeiro banho de Luciana. Gostaria de saber quais as dificuldades dos deficientes que mais o comoveram durante suas pesquisas e quais as que pretende dar mais destaque?

Robson D. Fernandes – São Paulo (SP) Resposta: Conheci diferentes histórias de pessoas com deficiência, com algumas conversei pessoalmente. As dificuldades enfrentadas por cada uma evidentemente são diferentes, pois estão diretamente ligadas às condições sócio-econômicas da família, às relações afetivas, etc. Mas existem algumas que são comuns a todas, como a adaptação às novas limitações que acabam interferindo nas atividades do dia-a-dia (comer, tomar banho, se vestir, etc.), no convívio social, nas relações sexuais e também na retomada à vida profissional. Luciana ainda tem um longo caminho pela frente em sua reabilitação.

Nos próximos capítulos, a personagem fará um ensaio fotográfico, o que vai funcionar como uma injeção de ânimo em sua autoestima. A questão da sexualidade de Lu também vai ser abordada em breve de maneira muito sensível. Enfim, muita coisa ainda vai acontecer. Maneco, em suas novelas você costuma usar dramas da nossa sociedade.

Pensei que fosse falar da tragédia em Angra. Isso ainda acontecerá? Ana Paula S. Camargo – Jundiaí (SP) Resposta: É verdade, Ana Paula, sempre que possível gosto de inserir em minhas novelas acontecimentos do nosso dia-a-dia. Acho que isso cria uma maior identificação entre o público e a história que estou contando, além de dar uma atualidade à trama. Ainda não falei sobre a tragédia que aconteceu no Réveillon em Angra dos Reis, talvez pelo fato dos personagens estarem mais localizados entre o Rio, Búzios e mesmo Petrópolis.

Mas isto não significa que o assunto não possa ser abordado em algum diálogo mais adiante.

Adoro o flerte entre Gustavo e Malu. Mas acho que está faltando uma briga entre ele e Marcelão para agitar ainda mais essa tentativa de pulada de cerca dos dois. O que acha Maneco? Antônio Rocha – Macaé (RJ) Resposta: Sugestão anotada, Antonio. Mas não podemos esquecer que uma briga com Marcelão só confirmaria o que Gustavo sente por Malu. E isso de forma alguma pode vir à tona, já que ameaçaria seu casamento com Betina. O advogado terá que encontrar outra forma de realizar essa sua fantasia que está cada vez mais difícil de se concretizar.

O personagem Lucas é assustador. Gosto desse tipo de papel em novela. Ele terá coragem de prejudicar a própria filha? Evandro S. Nakamura – Paraná (PR) Resposta: Lucas é mesmo assustador e, pelo que vimos do personagem até agora, acredito que tenha coragem de prejudicar Rafaela, como o próprio já ameaçou. Mas Dora é mais rápida. Temendo as consequências de permanecer em Búzios, viaja para o Rio de Janeiro antes que ele tome qualquer atitude mais drástica.

Não aguento mais as maldades de Lucas. Dia desses ele roubou o carro do Maradona e deixou Dora em pânico. Coitada! Bandido só merece dois finais: morto ou atrás das grades. Maria Amélia dos Santos – São Paulo (SP) Resposta: Ao saber da ida de Dora para o Rio, Lucas tentará assaltar o restaurante de Garcia, mas acabará sendo morto por um segurança do local. Apesar deste final trágico, não acredito em casos perdidos, Maria Amélia. Acho que todos têm direito a uma segunda chance, a se redimirem dos erros que cometeram. Infelizmente, Lucas seguiu por outro caminho.

Fonte: Fuxico