Vídeo em que Caio Blat detona Globo é retirado do ar, após pedido do ator

Vídeo em que Caio Blat detona Globo é retirado do ar, após pedido do ator

Assim que as declarações ganharam repercussão e se espalharam pela internet.

Após criticar a Globo e a Globo Filmes durante um encontro ocorrido em maio, em Suzano, Caio Blat pediu desculpas pelo episódio, e o vídeo contendo as declarações acabou sendo retirado do ar.

Em nota, a Secretaria Municipal de Comunicação Social da cidade diz que ?diferentemente do que afirma o ator Caio Blat em sua nota oficial, a retirada do vídeo de sua palestra do YouTube da Prefeitura de Suzano foi feita sem necessidade de interpelação judicial e por decisão da Secom, atendendo à solicitação dele. A visita do ator foi importante para a classe artística do município, mas a repercussão do caso não trouxe qualquer benefício à cidade, que já recebeu diversos outros artistas, entre os quais Ariano Suassuna, Paulo Betti e Antônio Abujamra?.

Ainda de acordo com o comunicado, ?a Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) filmou a palestra do ator Caio Blat e a divulgou em seu canal institucional no Youtube, como faz com todas as atividades públicas promovidas pela Prefeitura. Em nenhum momento houve exploração comercial da imagem do ator. Também não houve qualquer distorção ou montagem em suas declarações.?

Durante o encontro realizado com a presença de Blat, ocorrido em maio e divulgado no fim de julho, o ator afirmou que ?se você não fechar com a Globo Filmes, seu filme morreu. Não vai aparecer na TV Globo, não vai aparecer nas revistas (da editora Globo), seu filme vai ficar alienado?. O artista foi além e disse que, ao descobrir, como produtor, como funciona o processo de distribuição, ficou ?enojado, horrorizado?.

Assim que as declarações ganharam repercussão e se espalharam pela internet, Caio pediu desculpas e se disse arrependido. ?Acabei avançando sobre temas dos quais não tinha conhecimento suficiente, misturei questões pertinentes e importantes com outras tantas generalizações, e acabei atingindo quem estava mais perto, ou seja, a Globo Filmes, parceira prioritária do cinema nacional, de forma injusta.?

Fonte: Star Lounge