Vin Diesel vai ao local em que ator de Velozes e Furiosos morreu e faz discurso emocionado a fãs

Vin Diesel vai ao local em que ator de Velozes e Furiosos morreu e faz discurso emocionado a fãs

"Obrigado por virem até aqui e mostrarem a esse anjo que está no céu o quanto vocês gostavam dele", disse, através do viva-voz de uma viatura.

Vin Diesel visitou na noite desta segunda-feira, 2, o local onde o colega Paul Walker morreu em um acidente de carro. E emocionou os fãs com um discurso. O ator, que faz o Toretto na série "Velozes e furiosos", usou o viva-voz de uma viatura policial para agradecer a todo carinho das pessoas que estavam em vigília e falou: "Eu só quero dizer para todos vocês que se meu irmão estivesse aqui agora e visse todo esse amor que vocês estão trazendo.... Se ele pudesse ver por si mesmo que todos vocês apareceram para demonstrar seu amor por ele... Vou guardar isso para sempre. Eu só quero dizer obrigado. Obrigado por virem até aqui e mostrarem a esse anjo que está no céu o quanto vocês gostavam dele".

O fã que postou o vídeo do momento no You Tube escreveu na descrição das imagens: "Eu e meu parceiro resolvemos ir à vigília do Paul Walker nessa segunda à noite, no local da batida, para prestar nossos respeitos. Vin Diesel apareceu e nos presenteou com um discurso legal."

O local foi interditado pela polícia de 19h a 22h para que os familiares de Paul e do amigo Roger Rodas fizessem um memorial em homenagem a eles, segundo o site TMZ. Os fãs e a mídia foram retirados de lá.

O acidente

Paul Walker estava em um Porsche quando o motorista, seu amigo Roger Rodas, perdeu o controle, bateu em um poste de luz e o veículo pegou fogo. Momentos antes, no Instagram da empresa Always Evolving, uma imagem do carro usado pelo ator foi postada.

A polícia divulgou um comunicado sobre o acidente, informando que, quando chegou, encontrou o veículo pegando fogo. Os bombeiros apagaram as chamas. O comunicado declara também que os dois ocupantes do carro morreram no local.

Uma testemunha do acidente contou ao jornal "The Santa Clarita Signal", que tentou apagar as chamas do Porsche e reconheceu Walker dentro do carro. Antonio Holmes, amigo do ator, declarou ao jornal que usou um extintor para diminuir o fogo. "Nós tentamos, nós tentamos", disse emocionado para a publicação local.

O ator participava de um evento para a organização "Reach Out Worldwide" que visava arrecadar fundos para as vítimas do tufão que atingiu as Filipinas recentemente.

Cena caótica

Segundo relatos de testemunhas, o acidente ocorreu perto de onde acontecia o evento e assim que os presentes ouviram o barulho correram até o local onde o carro estava em chamas. Ainda segundo Jim Torp, que era amigo de Roger, a cena do acidente era caótica: "Tinha provavelmente uns 20 funcionários e amigos gritando e chorando, que tinham pego extintores e tentavam fazer o que podiam para salvar os dois. O carro foi engolido pelas chamas."

Autópsia adiada

A autópsia do ator e de Rodas foi adiada porque seus corpos não podem ser identificados. Segundo o "TMZ", o legista pediu os registros dentários do ator e do amigo, que dirigia o veículo, porque o corpo de ambos estava carbonizado e assim impossíveis de serem identificados. Ainda segundo o site, o exame deverá ser feito ainda durante a semana.

Na tarde desta segunda, 2, a página oficial da Universal Studios publicou uma homenagem ao ator com uma foto e a mensagem "Sempre em nossos corações". James Wan também se pronunciou sobre a morte de Walker: "Estou muito mais do que com o coração partido", escreveu em suas redes sociais.

O sétimo filme da franquia tinha previsão de estreia em julho de 2014 e qualquer tipo de atraso pode impactar o lançamento. Segundo o "Hollywood Reporter", o marketing da produção também poderia ser afetado, uma vez que Walker morreu exatamente como em várias cenas do filme: carros em alta velocidade e explosões.

Assista

Fonte: EGO