YouTube obtém liminar para não pagar R$ 95 milhões a Cicarelli por causa de vídeo íntimo

YouTube obtém liminar para não pagar R$ 95 milhões a Cicarelli por causa de vídeo íntimo

O YouTube recorreu do valor da multa e também da obrigação de pagar em juízo.

O YouTube conseguiu uma liminar na Justiça de São Paulo para não ter que pagar R$ 95 milhões em juízo enquanto recorre da multa estabelecida no processo movido por Daniella Cicarelli. A apresentadora processou o site depois de aparecer em um vídeo em cenas íntimas com o empresário Tato Malzoni, de 2006.

A multa de R$ 95 milhões refere-se aos dias em que o vídeo ficou no ar mesmo depois que a Justiça, a pedido de Cicarelli e Malzoni, determinou a retirada das imagens, em junho de 2007.

O YouTube recorreu do valor da multa e também da obrigação de pagar em juízo. A obrigação, então, foi suspensa por uma nova decisão da Justiça.

Procurada, a defesa de Cicarelli e Malzoni disse que não pretende recorrer desta decisão.

A Justiça agora vai decidir se reduz o valor da multa ou se mantém o pagamento da indenização.

O CASO

Em 18 de setembro de 2006, um vídeo mostrou cenas íntimas entre Cicarelli e o namorado em uma praia espanhola. As imagens foram feitas por um paparazzo e colocadas inicialmente no famoso site de compartilhamento de vídeos do Google.

Fonte: UOL