2 a 2: Santos escapa da derrota do Bragantino com pênalti no fim

Agora, a equipe da Vila Belmiro vai a sete pontos e está empatado com Ponte Preta e Mogi Mirim na liderança.

Depois de três gols e um drible que correu o mundo, não se esperava menos que um show de Neymar. Quem foi a Bragança Paulista, no entanto, viu Diego Macedo. Ilustre desconhecido do grande público, o lateral fez fila, aplicou chapéu e estava garantindo a vitória do Bragantino até os 44 minutos do segundo tempo. De pênalti, no entanto, o Santos se salvou e garantiu o 2 a 2.

Agora, a equipe da Vila Belmiro vai a sete pontos e está empatado com Ponte Preta e Mogi Mirim na liderança. Já o Bragantino chega ao terceiro empate e segue no meio da tabela, agora com três pontos.


2 a 2: Santos escapa da derrota do Bragantino com pênalti no fim

2 a 2: Santos escapa da derrota do Bragantino com pênalti no fim

2 a 2: Santos escapa da derrota do Bragantino com pênalti no fim

Se respira aliviado pelo empate tardio, o Santos há de lamentar a sequência quebrada. Com Neymar inspirado, o time alvinegro tinha vencido bem seus dois primeiros jogos no Paulista. Neste domingo, o que impediu a ?trinca? dos comandados de Muricy Ramalho foi o bom jogo do time rival.

Em casa, o Bragantino nem parecia o time que somou apenas dois empates nas primeiras rodadas. Comandada pelo ala Diego Macedo, a equipe interiorana não se acomodou em defender-se e pressionou o Santos desde o princípio.

Só no primeiro tempo, foram duas bolas na trave. O gol que traduziu essa superioridade saiu aos 27 minutos, com Raphael André acertando uma cabeçada após cruzamento de Diego Macedo no canto direito de Rafael, que chegou a tocar na bola antes de cair com ela dentro do gol.

A diferença no intervalo só não foi maior porque Léo Jaime perdeu um gol incrível. Pela direita, Diego Macedo fez linda jogada, fintou dois rivais e deixou a bola limpa para o companheiro, que na cara do gol tocou à esquerda do gol de Rafael.

O Santos, é bem verdade, também assustava. Com Cícero disperso e perdendo bolas bobas no meio-campo, coube a Neymar e Montillo a criação das jogadas. E a André, a missão de perde-las. Muito criticado pela torcida, o centroavante perdeu uma chance clara, dentro da grande área, mandando à direita do gol rival. Foi o suficiente para as críticas surgirem.

Neymar, a esta altura, também não estava bem. O camisa 11 sofria com muitas faltas e só chegava perto do gol em cobranças de bola parada. O intervalo serviu para acalmar os ânimos e acordar o time do Santos, que voltou melhor para o segundo tempo.

Logo aos 5 minutos, foi a vez de Montillo fazer uma grande jogada e deixar Cícero na cara do gol. Livre, ele se redimiu dos erros anteriores e bateu cruzado forte, sem chances para o goleiro Rafael Defendi.

Quando as duas defesas passaram a mostrar muita fragilidade, Muricy Ramalho resolveu apostar em Miralles. O argentino era um pedido da torcida depois do mau início de André, que ao sair foi vaiado pelo público.

Miralles pouco pôde fazer quando Diego Macedo começou a brilhar novamente. Em um lance na defesa, ele mostrou habilidade ao aplicar um chapéu em Montillo. Minutos depois, ele foi ataque, limpou três santistas e, de fora da área, acertou a bola no ângulo esquerdo de Rafael, fazendo 2 a 1 para o Bragantino.

Foi o ápice da noite inspirada do lateral, que está na terceira passagem pelo Bragantino. Na primeira, destacou-se e foi negociado como Atlético-MG, onde não se destacou. Na segunda, brigou com a torcida, faltou a alguns treinamentos e deixou o clube rompido com o técnico Marcelo Veiga, até hoje no cargo.

Agora de volta, ele parece ter colocado a cabeça no lugar e promete fazer o Bragantino sonhar com uma possível classificação à segunda fase do Campeonato Paulista. Neste domingo, o show terminou aos 31 minutos do segundo tempo, quando Diego Macedo sentiu uma lesão após uma dividida e pediu para sair, aplaudido pelo público presente.

Foi então que apareceu o ?salto alto? da torcida. Empolgado, o público gritou até ?olé? em um lance de ataque. Deu azar. Pouco depois, Miralles foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Neymar, com categoria, bateu e decidiu o 2 a 2.

O próximo jogo da equipe interiorana será na quinta-feira, em Campinas, contra o Guarani. Já o Santos volta a campo diante do Ituano, uma dia antes, fora de casa.

Fonte: UOL